Catálogo(/con/)


Novo Fio
Sage
X
Assunto
Mensagem*
Ficheiros Máx 4 ficheiros100MB total
Palavra-passe
[Novo Fio]


Obrigado


Boas

Comecei a sair com uma fofinha e às vezes o pau falha na hora H. Já fodemos, já correu bem mas outras vezes ou começa a ficar mole caso não encontre o buraco à primeira e fico nervoso ou então nem sobe como aconteceu uma vez. 
O problema é que se falha a primeira vez, começo a pensar nisso e durante os preliminares só penso e forço a subida dele. 

O que não ajuda é que também bato punhetas, às vezes 2 por dia, e vejo pornografia todos os dias.

Será que estará relacionado? Já aconteceu a alguém e com um nofap/noporn foi ao sítio? Ou terei de recorrer ao comprimido azul?
Já há quase 1 mês que podia ter tomado a vacina mas tenho estado a adiar por capricho. Já devo ter recebido umas 3 cartas e 1 SMS para ir à clínica mamar o veneno. Ainda não tomei pelo simples facto de não estar particularmente preocupado. Sobrevivi até agora e também gostava de ver o desenvolvimento com as novas variantes antes de me registar como cobaia.
Tenho noção que não me safo de a tomar. A questão é, tomo já a vacina ou acham que faz diferença esperar mais uns tempos?
Olá. :)
Este questionário faz parte de uma pesquisa de âmbito nacional realizada a jovens dos 18 aos 30 anos em 6 países europeus sobre uma variedade de questões relacionadas com o ambiente, tais como alterações climáticas, perda de biodiversidade, gestão de resíduos, consumo de energia e 'green living'. 
Agradecemos a tua resposta e partilha.
📌https://bit.ly/3wIMa8A
Como é que vocês sobrevivem a trabalhar com gente má e intriguista?

Estou mesmo triste porque adoro o meu trabalho, ganho bastante bem (sobretudo em comissões) mas odeio os meus colegas e sinto me quase como se fosse um alvo a abater.

Quando comecei no trabalho, eram todos muito simpáticos, faziam piadas e até me convidaram para tomar copos mas reparei que desde há uns dias para cá que mudou tudo e ouvi-os falar mal de mim e sei que uma tentou dissimuladamente foder-me com um cliente hoje. 

O problema é que sou literalmente autista social e não sei o que hei de fazer para me impor, são quase todas mulheres, o que me dificulta ainda mais porque tenho medo de ser bruto demais.
Sendo uma danona, não me identifico com ter relacionamentos mais facilmente.
Estou numa dating app com imensos swipe right's mas não acho nenhum interessante para dar match.
 Ultimamente vejo que é cada vez mais difícil para mim conseguir desenvolver sentimentos por alguém.

Conselhos?
No básico era alguém feliz, social e diga-se algo garanhão. No meu 7º,8º e 9º além de ter perdido a virgindade dei xoxos a 8 raparigas diferentes, tendo tido relações com 3.

Isto foi o meu auge, daqui foi sempre a descer.

No 10º termino uma relação que tinha desde o final do 8º. A única longa que tive até os dias de hoje.
Passei estes 3 anos com dificuldade em fazer amigas ou sequer atrair alguém ao ponto de fuder. Fiz amizades e algumas que se aguentam até aos dias de hoje.
Consigo terminar o 12º mas por causa dos exames negativos não tive nota de entrada para onde queria. Com isto vi toda a gente a andar em frente e eu a ficar para trás.

Foi um ano terrível, sintia-me burro e infeliz, foi um ano que perdi.

No entanto lá consegui de no ano seguinte entrar num curso, foram 3 anos de estudar, jogar e pouco mais. Não aproveitei a lincenciatura, não fiz um único amigo embora durante o período letivo lá está...era social e tentava mas sempre tive o azar (culpa própria talvez) de estar com pessoas que pouco saiam e pouco se mexiam para fazer o que fosse. Termino a licenciatura com ainda menos amizades e praticamente só falava com 2 ou 3 raparigas. Nestes 3 anos aproveito e tiro a carta de condução a pensar que a vida vai melhorar. Quão errado estava...
Entro em mestrado a pensar que finalmente as coisas iam melhorar, mas não, 2 anos monótonos que praticamente não fiz amizades que durassem mas sempre mantendo o espirito social e a tentar, mas novamente tenho o azar de apanhar pessoas introvertidas que não mexem palha.
Encontrar trabalho, pessoas parecem divertidas, fazemos algumas aventuras e copadas com alguma regularidade, isto quando o meu grupo original de "amigos/as" pouco ou nada faz em grupo.
Chegou o meu dia de aniversário, nem 1 alma me desejou os parabéns, mesmo aqueles que pareciam ser "amigos" e receberam a notificação na merda do facebook a dizer que fazia anos. Mais de 20 pessoas, nem 1, nem o meu chefe visto ser ele a pessoa que normalmente no nosso chat de grupo começava por abrir as hostes de parabéns a qualquer pessoa.
Daqui, novamente negativismo começa a pairar na minha cabeça e a sentir-me infeliz e miserável. Não consigo entender, não puxo ninguém para o lado mas no entanto parece que só atraio as pessoas erradas para a minha vida.
Quero alguém com quem sair e não tenho.
Quero alguém com quem ir a um espaço tipo museu, cinema e não tenho.
Tenho amigos? Não, tenho é pessoas que por azar têm que levar comigo no seu grupo mas com tempo começo a perceber que pouco ou nada querem saber de mim.
Estou no ginásio também e vai fazer 3 anos, mas nada mudou, músculos e pouco gordura não equivale a pessoas novas automaticamente.
Fast-forward e isto é a minha vida, Sábado de tarde e estou aqui a postar no ptchan porque não há vivalma para poder passar uma tarde a fazer algo

TL;DR
>feliz e social no básico
>termina relação de 2 anos e meio no 10º
>secundário sem fuder e com poucos amigos
>não entrar na licenciatura por falta de exames para entrar
>perder 1 ano e conseguir, mas vida não melhora
>licenciatura em que só estudava, jogava e socializava durante o período letivo
>terminar licenciatura, vida não melhora
>tirar carta, vida não melhora
>mestrado sem ter feito um único amigo embora socializa-se na boa
>terminar mestrado vida não melhora
>encontrar emprego, parecer ter encontrado finalmente pessoas porreiras, quão errado estava, não querem saber na realidade
>ter trabalho, vida não melhora
>ir para o ginásio, vida não melhora
>passo fim de semanas sozinho sem ninguém com quem me divertir e mesmo tentando enviar mensagens para fazer algo não é reciproco, existe sempre alguma desculpa

Extra: Nem vale a pena falar da vida amorosa/sexual, já começa a ser inferior a 0

Começo a pensar que o problema sou eu, mas não sei o que fazer mais. 
Ser mais amigável não resulta, ser mais afastado não resulta, ser proativo não resulta, ser passivo não resulta.

Mais um ano assim, e sei a solução para isto...
>idade do primeiro beijo
9 anos mas foi num jogo. Na verdade foi 17
>virgindade
18
>primeira relação
19
>pico satisfação com a vida
19/20 devido as novas experiências, mas qualquer faixa dos 20 foi boa. 
>casamento
nem vejo tal coisa a acontecer em breve
>primeira criança
Por este andar é demasiado improvável que vá acontecer
>Tentar marcar passeio higiénico em Março
>Ela: siga anon :)
No próprio dia diz que não pode porque entrou tarde

>Ei anon, bora marcar férias? :)
>Porque não siga!
>Passa Março, Abril, Maio, Junho
Afinal não vai haver porque houve sempre problemas nos horários

>Ei anon bora marcar jantar?
Passou Abril, Maio, Junho sempre com desculpas pelo meio de pouco tempo e afins

>Ela: Ei anon onde vais de férias?
>Eu: Vou ali e acolá
>Ela: Fixe era ir a X ou Y
>Eu: Tens planos para Julho?
>Ela: Sim vou ao Algarve de pois tenho de dar tudo na tese
????????????????????????????

Mandei fuder e nunca mais

Foram quase 5 meses a levar com a puta e feito burro foi sempre na esparrela

Nunca mais
Isto já vos aconteceu alguma vez?
Ouvi dizer que é experiência comum para homens normais na universidade
Atualmente estou a trabalhar num hotel como porteiro, não tenho quase vida social, nem tempo para mim ou para a minha família.
Recebi uma proposta para trabalhar num armazém do Pingo Doce, sendo que o trabalho também é por turnos.
O salário é exatamente o mesmo.

O que acham melhor?
Como recuperar disto? Ela pouco fala e responde sempre com pontos finais, mas no entanto é gostosa e gostava de colocar.

Como recuperar deste ghost? Posto sequência se adquirir graças a vocês
É comum já ter desistido de uma vida sexual saudável e estar reduzido à pura passividade/desinteresse pelo sexo oposto?
Não é que eu não queira foder, mas também estou numa fase que não estou para me reduzir a um cãozinho abandonado para dar tudo por uma pota com síndrome de princesa que mais ninguém a atura sem ser o desesperado.
Com isto não digo que não há boas gajas, mas é uma ocorrência tão rara que não vale a pena sequer pensar nisso. Pelo menos tem sido a minha experiência. 
Acho que no fundo também acaba por ser uma questão de respeito próprio que vem com a idade. Um gajo já não tem mesmo vontade de aturar certas coisas e com o afunilamento dos círculos sociais cada vez me vejo mais a acabar sozinho.

E não acho que seja algo passageiro. Já dura há 2 anos que coincide com o fim da minha última relação. Acho que apanhei uma enjoo tão grande de dramas que simplesmente desisti da pouca esperança que tinha.

Não sou virjão nem celim, embora sempre tive alguma dificuldade com o sexo oposto. Sou 25+
Sempre obtive razoável sucesso com raparigas na noite. É fácil aproximar-se e falar com pessoas nesse entorno, seja para fazer amigos ou bater coro a potas. Num mundo covid isso já não me é possível, resta-me agora o jogo diurno, além disso o meu circulo de amigos é tudo gajos. Chades deste antro, como é que abordam potas de dia sem parecer tudo forçado? Frases feitas, pedem merdas que não precisam ou simplesmente dão-lhe aquele elogio básico? Para contextualizar ainda me encontro em ambiente académico(não por muito tempo).
Antigamente tudo era melhor, quando eu tinha 7 anos. Gostava de voltar atrás no tempo de quando eu era desejado pelos professores  todos e pelos vizinhos e vizinhas. As pessoas tratavam-me tão bem que eu era muito feliz e eu era mais bonito  e fofinho e tinha mais chances de fazer um futuro com alguém. Agora a minha vida está uma merda porque tenho stress porque a minha imaginação/o meu mundo na minha cabeça não corresponde com a realidade e as pessoas erão más então isso fez uma enorme confusão
Se a gaja na caixa do supermercado tiver mais ou menos a mesma idade que eu, é errado tratá-la por 'tu'?
o kek os danones querem dizer quando dizem "sai de casa?" tomar banho, e levantar pesos não é tão abstrato, isso eu percebo e faço, mas as outras partes da formula escapam-me
Só faço merda e arruinei a minha amizade com uma fofinha que gostava devido a eu ser doente mental. Eu gosto muito dela mas não consigo lidar com o facto de que ela me aperria e faz coisas que me fazem passar dos cornos porque ando....digamos....numa fase má. Parece que estou a ser sugado por energias do mal como se uma sucubus me estivesse a chupar o pau. Algo doutro mundo, estou sempre triste e sinto-me mal como reconquistar a fofinha ? (Ela deu-me remove e disse que se ia embora) e acho que ela vai embora para todo o sempre mas eu não consigo ter outra mulher, só penso nela. Ajudem-me a virar menos sensitivo por favor tipo conselhos ou assim tou farto de ser visto como um cagão
Como lidar com baixo Q.I?
Como o podemos ajudar? Acham que tem salvação? Acham que só a morte o pode salvar?
Tenho 24 anos e um IMC de 37. Portanto pertenço ao grupo de risco e devia estar na lista para ser vacinado na 2ª fase. Mas o problema é que eu acho que o "sistema" não sabe o meu peso, e não faço ideia se estou nessa lista.
Qual é a minha solução aqui? Marcar consulta com o médico de família e dizer "olhe doutor, sou bué gordo, gostava ser vacinado sff"? /mandaram-me para aqui.
o que são exemplos de sítios onde um gajo pode ir sozinho  sem parecer estranho e autista?
>ser autista social e estranho
>toda a gente me conhece porque protagonizei um episódio caricato há uns anos atrás e fiquei como a "mascote" da turma
>maioria das pessoas é cordial/simpática comigo mas ninguém me leva a sério e sei que me gozam pelas costas
>tenho um grupo de amigos com o qual jogo joguetes, tomo café e faço outras merdas
>grupo de amigos até é fixe mas acabam por gozar comigo de uma maneira mais cruel que os demais, fazem me sentir uma merda e um até já me bateu
>na semana passada confrontei-os numa conversa e pedi-lhes para ter mais respeito
<"OH DANONE! MAS TU ÉS BURRO CRLH? NÃO VÊS QUE NÓS FAZEMOS ISSO PARA O TEU BEM? PARA ABRIRES A PUTA DA PESTANA? 
<PÕE TE COM MERDAS E ACABAS É SOZINHO! NÃO ESTAMOS PARA TE ATURAR!

Não queria continuar a dar-me com estas pessoas, mas, ao mesmo tempo são praticamente as únicas que posso chamar "amigos" e tenho medo de ficar completamente sozinho e de passar a ser a chacota de todos.
É possível ser feliz sendo feio, borro e não rico?
/sentimentos/?
Qual é a idade normal para começar a constituir família em Portugal?

Vejo os anos a passar e parece que não estou nem perto de começar. Em todos os sentidos. Romanticamente, profissionalmente, financeiramente talvez mas não sei se chega.
Não é que seja algo que eu quero em particular, mas preocupa-me a ideia de chegar aos 40 sozinho e miserável. Parece que não há nada que posso fazer para mudar o meu rumo sem demorar uns anos.
Eu tenho medo de ser agredido ou ser violado na rua e ando sempre sozinho. 

Uma vez tive uma conversa com as minhas colegas de antiga turma prática do 1º no antigo café dentro da faculdade à espera da aula prática e elas falaram das suas frustrações, anseios e dos perigos de andar na noite. E isto numa cidade com ensino superior.
Já no 4º ano, noutra turma, outras gajas falaram dos coomers que se masturbavam com as fotos e perfis de caralivro delas e que as horripilava. 
Estas conversas de xaxá a santificarem-se e no final da noite levam com a pila do namorado ou caralho.
eu venho tendo sonhos violentos a anos, eu pensava q era so uns pesadelos normal q eu ficava gritando e tals, mas isso foi aumentanto a frequencia, a 2 dias q eu de madrugada fico batendo na minha mãe e olhando pra ela como se n fosse ela ali, como se eu tivesse com medo dela, tudo isso de olho aberto, poderia ser so um sonho mas eu estava com medo da minha mãe isso n seria um sonho de terror, penso q seja alguma doença mental, pesquisei aqui e talvez eu seja esquizofrenico, demencia de Lewy, e parkinson

Ações

Ações:

Captcha:

Instruções
NotíciasRegrasFAQLegal/DMCADoar

Todas as marcas registadas, direitos de autor, comentários e ficheiros neste site são propriedade e responsabilidade dos seus respectivos autores e proprietários. Só um louco levaria o que aqui é escrito a sério.