[ * ] [ c / des / n / t / u ] [ int / luso ] [ b / con / pol / xxx ] [ meta ] [ doar / info / regras / notícias / https / git ]

/u/ - Ensino

Name
Email
Subject
Comment
File
Embed
Password(For file deletion.)

Allowed file types: jpg, jpeg, bmp, gif, png, webm
Max filesize: 10 MB.
Max dimensions: 10000 x 10000.


File: 1514920639802.png (1.25 KB, 126x136, Sem Título.png) ImgOps Google

 No.901

Olá pessoal. Imaginem que estão agora no primeiro ano da faculdade. Depois de alguns meses de estudo, percebem que o curso está longe, muito longe, de ser aquilo que vocês querem. Já não estão com cabeça para aquilo, estão desanimados, completamente desmotivados.
A questão que vos coloco é: Continuam agora forçadamente o 2º semestre mesmo sabendo que não vão continuar o curso ou desistem e vão trabalhar juntando algum para que no próximo ano letivo recomecem numa área totalmente nova e com certezas que vai ser agradável e interessante de o fazer.

ps: Neste caso hipotético, vivem à custa dos parentes, e têm de ter em conta que vai ser uma desilusão para os vossos pais. Acresce ainda a este caso o facto de terem desistido no ano passado de um curso diferente. Nesse tempo que separa Fevereiro e Setembro estiveram ativos, mas sem trabalhar. Ou seja esta seria a 2º desistência, mas desta vez iriam trabalhar.

>és tu não és anon?

 No.902

Digo-te aqui o que te disse no outro fio:
>Em que cursos é que te meteste que te levam a desistir dois anos seguidos? Tens de perceber se o problema está nos cursos ou em ti.

 No.903

>sabendo que não vão continuar o curso

Se isto é certo desiste logo.

 No.904

Fazer algo que não queres, especialmente um curso, é um dos piores erros a se fazer. Se achas que outro curso é mesmo do teu interesse, então experimenta. Caga no 2o semestre. Só te vai é dar dores de cabeça e vai ser inutil, enquanto podias gastar o teu tempo a fazer outras coisas, especialmente ganhar pilim. Pensa que mais vale perderes um ano da tua vida (ou 2) a experimentar coisas que podes gostar, do que perder uma vida a estudar e a trabalhare em coisas que não gostas ou que te sintas forçado a fazer. Se os teus pais acham que és uma desilusão em vez de apoiarem a tua decisão, então não mereces o apreço deles. Enquanto nao te mandarem para fora de casa é tranquilo.

 No.905

>>902
Grato!
>Em que cursos é que te meteste que te levam a desistir dois anos seguidos? Tens de perceber se o problema está nos cursos ou em ti
O primeiro curso foi Educação Social, numa cidade grande(eu vivo numa freguesia muito pequena) não me adaptei à rotina, ao curso em si, ao ambiente. Muitos compromissos, muita pressão. Talvez seja uma brincadeira para alguns, mas para mim era uma pressão muito grande.
Depois vim para mais perto, estudar Educação Básica, senti um grande impulso para esse curso, gostei de maior parte das cadeiras e o trabalho em si também, embora tivesse planos diferentes(leccionar em escolas alternativas e não no ensino "normal") Mas só sabemos realmente das coisas quando experimentamos, e foi o que aconteceu, algumas matérias são interessantes, mas grande parte dos professores parece que estão ali obrigados, desmotivados, cansados, tornando a matéria aborrecida. Mas já percebi que não é aquilo, foi um mero impulso, um sonho. E o que eu quero é que o curso seja feito com interesse por minha parte, que tenha gosto em fazê-lo. Que não seja uma obrigação ir às aulas. Estou desorientado porque não sei por onde me virar, tenho muita ansiedade, pânico, não durmo bem à noite e isto afecta-me imenso. Acresce ainda a isto tudo o facto de grande parte dos estudantes de lá são irritantes, irrito-me com eles. Só vêm o smartphone à frente, não dá para ter uma conversa olhos nos olhos, investem tanto tempo em redes sociais, estão sempre a filmar-se a tirar fotografias, não suporto (mas o problema é meu)
Só agora mais tarde é que percebi que sempre tive uma queda para a música. Gosto de compor, tocar (autodidata na guitarra), quando era puto adorava tocar bateria, ia buscar panelas, baldes. Desde cedo que comecei a fazer beatbox. Gosto de coisas práticas, principalmente música.
Não me interpretem mal, não me estou a armar em floco de neve ou a gabar-me. Só desabafo, porque à muito tempo que não desabafava assim.

 No.906

>>905

Não quero ser mau, mas pelo teu testemunho não te vais safar nem na faculdade nem fora dela. A população vive descontente e faz o que lhe mandam, e tu tens de aguentar como os outros, se quiseres comer. Lamento, mas foi o futuro que nos deixaram

 No.909

>>903
>>904
>>906

Obrigado anons pelos conselhos que me deram. Realmente tenho de encarar as coisas >>906. Vou tomar uma decisão

 No.910

>>909

É esse o espírito anão, desculpa a dureza, mas um gajo tem mesmo de se fazer forte. Desejo-te tudo de bom

 No.933

Boas maninh/u/. Também era assim como tu, achava que os meus colegas eram uns otários, andei uma data de anos a mudar de curso e desistir no segundo semestre, até que num Janeiro qualquer arranjei um trabalho. A princípio era só até Setembro, para ganhar dinheiro e decidir o que fazer. Chegou a Setembro e nem me tinha candidatado à universidade, andei 5 anos em trabalhos de treta até que se fez luz e lá decidi voltar a estudar, hoje estou mais motivado e feliz do que alguma vez estive.

Aconselho-te a fazeres isso, pode ser que te faça bem.



[Return][Go to top] [Catalog] [Post a Reply]
Delete Post [ ]
[ * ] [ c / des / n / t / u ] [ int / luso ] [ b / con / pol / xxx ] [ meta ] [ doar / info / regras / notícias / https / git ]