[ * ] [ c / des / n / t / u ] [ int / luso ] [ b / con / pol / xxx ] [ meta ] [ doar / info / regras / notícias / https / git ]

/pol/ - Politicamente Incorrecto

Name
Email
Subject
Comment
File
Embed
Password(For file deletion.)

Allowed file types: jpg, jpeg, bmp, gif, png, webm
Max filesize: 10 MB.
Max dimensions: 10000 x 10000.


File: 1507664584516.png (9.41 KB, 150x176, Partido_Nacional_Renovador….png) ImgOps Google

 No.3131

Pol explica-me o pnr.

 No.3132

>Sinto-me desconfortável com minorias: O Partido
Basicamente é isto.

 No.3133

>>3132
>Sinto-me desconfortável com opiniões diferentes da minha: o post

 No.3134

Um partido que nunca vai passar de 0.etc% porque é uma fotocopia, em ideologia, logótipo, estratégias, preconceitos e cartazes de outros partidos europeus na mesma linha, que não têm nada a ver com Portugal ou com a cultura Portuguesa.

Basicamente o BE do lado oposto mas sem o apoio flagrante dos media, telenovelas e koltura.

 No.3135

>>3134
Já votei no PNR, mas concordo.

 No.3187

>>3131
O PNR é tipo a tua prima dislexica mas que secretamente anseias por comer

 No.3192

Oposição controlada e nada mais.

 No.3210

>>3134
Isto

 No.3219

>>3132
Se gostas de pretalhada, e ciganos aqui a mamar à pala isso é contigo, o PNR nunca vai fazer um piço, mas precisamos de um verdadeiro partido de direita (não temos nenhum)

 No.3220

>>3134
Então o que propões dum partido nacionalista de direita, verdadeiramente à 'tuga ? Tipo "o Salazar há de chegar, numa manhã de nevoeiro muito serrado" ou assim ..

 No.3249

File: 1511829222512.jpg (39.92 KB, 600x816, 19145791_1929384730672075_….jpg) ImgOps Exif Google

>>3131
Explicado

 No.3256


 No.3257

>>3131
o antro dos meninos rebeldes que se sentem incomodados pela namorada lhes ter metido os cornos com um preto, dos velhotes saudosistas de Salazar que criticam o 25 de abril por nos ter dado liberdade mas depois exaltam o 25 de novembro por nos ter dado liberdade (eu adoro esta dualidade), e outras espécies raras de seres humanos frustados com a vida que sentem a necessidade de meterem as culpas em alguém.

É que eles nem se esforçam para serem relevantes, meter as culpas na comunicação social dá menos trabalho. Em vez de seguirem exemplos como os Casapound não…Poderíamos muito bem estarmos só a discutir as ideias mas eles são maus em tudo e tudo mesmo.

A nossa sorte é que o PCTP daqui a uns anos vai com o caralho por causa dos velhotes que deve ser uma gigantesca fatia dos seus apoiantes, agora se o PNR resistir e levar boleia da onda populista europeia, estamos bem fodidos…

 No.3259

>>3220
O estado novo foi útil para reparar o aborto que foi a I republica e teve o seu tempo, mas a partir do fim da II Guerra já não fazia sentido e nos tempos de hoje apesar das repescagens ideológicas que andam por ai continua a não fazer sentido, especialmente no Portugal pós colonial.
O ideal seria uma mistura de nacionalismo e libertarismo, embora pareçam antagónicas acho que são as que mais se enquadram em Portugal, o pais é feito de individualistas mas que gostam genuinamente das suas origens, língua e tradições, se existisse um modelo político que combinasse o nacionalismo conservador e um libertarismo económico acho que poderia funcionar.
De certa maneira foi assim que os descobrimentos funcionaram, eram patriotas e tinham uma causa comum mas iam a procura do ouro e das especiarias porque a ideologia é boa mas não enche o estômago.

>>3257
> criticam o 25 de abril por nos ter dado liberdade mas depois exaltam o 25 de novembro por nos ter dado liberdade (eu adoro esta dualidade)

E deves adorar, porque sem 25N não existiam eleições multipartidárias livres e democráticas, o 25A era a transição de um regime totalitário para outro regime totalitário assim que o MFA foi dominado pelos comunas.

 No.3260

>>3259
Essa tua defesa do nacionalismo é o quanto me baste para a tua argumentação. Quem defende o Estado Novo é pura e simplesmente um masoquista. Mais engraçado deve ser que tu não deves ter vivido nessa altura e defendes na mesma, mais ou menos, o Estado Novo.

Quando ao 25N e o 25A, o 25 de abril não foi um golpe comunista, foi um golpe popular incluindo comunistas para alcançar a liberdade que depois foi pescado pelos esquerdistas mais autoritários para as suas ideias ao estilo maoísta e estlinista. Até o PCP se moderou!

O 25A foi um processo de mudança enquanto que o 25N foi o aperfeiçoamento dessa processso para que não descambasse porque no momento já se estava a assistir ao "o sonho do oprimido é ser o opressor". Daí ser ridículo apoiar só um destes processos. Ambos foram bons e a intenção foi boa. Apenas não critiquem quem se aproveitou da boleia da liberdade para impor outra ditadura.

 No.3262

>>3259

>O estado novo foi útil para reparar o aborto que foi a I republica


Tens razão, mas mais de 40 anos é um bocado puxado.

 No.3263

>>3260
Bem em primeiro lugar aprende a ler, eu defendi o estado novo enquanto remédio para a anarquia autoritária, violenta e incompetente da I republica, o estado novo continuou com o autoritarismo (no sentido em que toda a Europa, mesmo a "democrática" era também autoritária a nível da censura, repressão do comunismo etc) mas restaurou a ordem, pagava ás pessoas e contribui com tudo o que existe por ai de obras publicas, escolas e universidades, só durante o tempo dos fundos comunitários é que se viu coisa semelhante.
A meme de tudo no estado novo era mau é uma meme comunista criada para demonizar os que vieram antes e para desculpabilizar e desviar a atenção da incompetência do pós 25A.

Mais uma vez aprende a ler, eu não disse que o 25A foi um golpe comunista, aludi a que o MFA foi dominado por comunistas e estava prontinho para transformar Portugal num satélite da URSS se não tivesse ocorrido o 25N. O PCP baixou a bola porque tinha duas opções encarava, perdia e era banido ou baixava as orelhas e fingia ser "democrático" mantendo a influencia nos sindicatos, função publica e media que já tinha conquistado.
O 25A foi um golpe anárquico e ao mesmo tempo de corporativismo militar, já explicado aqui >>2863

 No.3264

>>3263
ok, e tudo isso pra dizer que o Estado Novo foi um mal necessário, é isso?

 No.3280

abre a wikipedia e debruça-te sobre a história do Antero de Quental. Não tens de quê.

 No.3281

>>3264
Exato, tudo isso, porque largar opiniões sem justificação é fazer memes.

 No.3282

>>3281
o que queres que diga? que no Estado Novo o vivia orgulhosamente na misería mas isto nao conta porque nao tenho vivencia disso? lmao isto é exatamente os fachos a dolatrarem a Alemanha Nazi e a dizer que tudo de mal relacionado com ela é tudo manipulação

 No.3284

>>3282
Ok só justificas a minha tese, expliquei detalhadamente, com exemplos e comparações o que pensava, tu respondes com as memes recicladas do costume.

salazar-miseria-nazi-fachos

 No.3285

>>3284
O que queres que refira? O completo enjaulamento português perante um mundo mais aberto, que apenas se virava para as colónias para realçar as relações entre colónias e Portugal e assim manter o orgulho do espalhar do mundo português? No entanto isso não nos levou a nada porque muitoprovavelmente as colónias eram uma enorme fonte de riqueza mas o dinheiro nunca chegava à população, acrescido de uma discriminação racial (embora muito menos presente do que noutros colonialismos9?

 No.3286

>>3284
Ou preferes o facto de as políticas económicas serem um completo fracasso embora forcem a ideia do "salvador das finanças"? Ou será que a censura era excelente até escondendo factos relevantes só para nao acender de nenhum modo algum tipo de revolta perante aquilo que está mal?

 No.3287

>>3280

>abre a wikipedia e debruça-te sobre a história do Antero de Quental. Não tens de quê.


Porque é que os esquerdalhos têm quase sempre problemas mentais?

E depois não percebo o que é que o Antero de Quental tem a haver com o PNR.

 No.3288

File: 1512650349021.jpg (20.47 KB, 323x448, FGTS.jpg) ImgOps Exif Google

>>3285
"enjaulamento" lol mais memes, mas já te deste ao trabalho de ler os jornais e revista dessa época? Portugal tinha mesmo nível de censura que nos outros países supostamente democráticos, o comunismo e a "obscenidade" tanto era censurados aqui como no RU ou nos EUA. Basta consultar os organismos censórios desses países à época e ver o que proibiam.
E obviamente que Portugal defendia os territórios ultramarino, havia portugueses nesses territórios desde o sec XVI, antes dos Russos terem posto pé na Sibéria (onde viviam povos indígenas) e antes dos Ingleses terem posto o pé na América do Norte, por alma de quem é se haveria de ceder terras pelas quais lutaram e morrem milhares dos nosso antepassados a uma fação apoiada por um dos novos impérios globais pós II guerra mundial?
Lol o "racismo" ok, deixa-me dizer-te uma coisa, em Moçambique havia 2 tipos de autocarros, os azuis mais confortáveis e mais caros e os laranjas mais baratos e mais velhos, os pretos geralmente iam nos laranjas porque eram mais baratos no entanto os funcionários públicos pretos só iam nos azuis, no entanto o meu pai que era branco, mas pobre também ia nos laranjas. A grande divisão em África e na Europa Portuguesa sempre foi a económica, e normalmente os da classe media bem instalada trabalhavam para o estado..tal como cá em pleno sec XXI.
Já África do Sul, podias ser o preto mais rico do mundo que nem no restaurante para brancos mais rasca lá do sitio te deixavam entrar.

>>3286
"completo fracasso" mmm não, a nossa taxa de crescimento nunca foi tão alta como no Estado Novo e a nossa divida tão baixa, toda a infraestrutura publica que existe é do estado novo ou então das massas da UE, porque ao contrario dos atrasados mentais que só percebem de marketing político e já nos brindaram com 4 pré bancarrotas desde 1975, o Salazar administrava criteriosamente as contas publicas.
É que distribuir trocos pelo povo e subir os salários dos funcionários públicos é fácil, ter o dinheiro para sustentar essas subidas é que não, depois de quando em quando aparece um Sócrates na TV a dizer que ou os camones nos salvam ou não há dinheiro para salário e pensões.


E dito isto tudo, os problemas do estado novo foram dois: a incapacidade de se adaptar politicamente ao novo sistema de poder do pós II guerra mundial, o multipartidarismo ocidental. Já nem digo o Salazar, mas o Marcello se tivesse dividido a União Nacional em 2 ou 3 partidos a coisa teria provavelmente corrido melhor.
O segundo era o sistema que privilegiava os monopólios (sistema que continua bem vivo na "democracia"), onde através de burocracia e licenciamentos (coisas tipo o condicionalismo industrial) se limitava o empreendedorismo e a competição.
As pessoas que criticam o estado novo não percebem o que existia antes do estado novo e as coisas que se conseguiram nesse período, se Portugal não estivesse na UE e não recebesse esses rios de dinheiro estava outra vez na época da primeira republica.

 No.3291

"Autocratas wannabe" são tão falíveis quanto líderes democráticos (e geralmente mais). A diferença é que não são julgados pelos seus atos a quando da votação.

Só um atrasado é que apela à saída de portugal da NATO.

 No.3292

>>3291

Btw, os partidos políticos recebem um tanto do estado por número de votantes. O que ele gere é basicamente um negócio.

 No.3294

>>3288

1º - Estou-me a cagar se os outros estavam melhores ou piores que nós. Havia censura e por isso é errado, quer aqui, quer no quinto caralho.

2º - É verdade que nas colónias havia portugueses mas enquanto um estado nacionalista, o Estado Novo devia apoiar os nacionalismos nas colónias. Enfim, isso ainda agora é comum nos nacionalistazecos que só defendem o nacionalismo enquanto se beneficiarem mas quando é prós outros, tá quieto. Já para não falar dos abusos que os portugueses exerciam sobre os negros e vice-versa. E não me venhas com essa merda "dos memes" e o caralho porque é um facto e por isso deve ser tratado como tal. Mas isso das ex-colónias nós estavámos em muito mais "civilizados" que os países colonizadores da altura, verdade seja dita.

3º - Já esperava a típica ignorância económica para justificar o Estado Novo. Vou-te resumir muito bem isto: quando quiserem defender políticas económicas, não se armem em campeões, fontes de todo o conhecimento da economia. Se fosses minimamente sabedor do assunto saberias que neste momento, ao tu citares indicadores económicos, só te estás a humilhar profundamente.

 No.3296

File: 1512758726695.jpg (81.77 KB, 640x406, 0liceu_beira.jpg) ImgOps Exif Google

>>3294

Ok então já estamos a chegar a algum lado, o estado novo dentro do seu contexto histórico tinha um grau de censura equivalente a outros países "democráticos".

Com certeza o objetivo do nacionalismo é em primeiro lugar preservar a soberania nacional, se um movimento terrorista começa com ações de guerrilha faz-se o quê, entrega-se tudo de mão beijada?
Aqui há uns anos houve um grupo de índios norte americanos que fizeram um referendo interno martelado e exigiram a independência de um território dos Estados Unidos da América, o que aconteceu nada de drástico, porque ninguém entrega assim, na boa, parte do território nacional, discute-se, negoceia-se à mesa, mas não se cede automaticamente ao primeiro grupelho que aparece.
Quanto muito nas províncias do ultramar podia-se ter desenvolvido um modelo federalista, com autonomias locais, mas se a inação do Marcello foi má, a solução dos tipos do 25A foi infinitamente pior, basta ver as vitimas da guerra civil em Angola e Moçambique já depois de serem independentes.

Sobre a economia só vejo que estás um bocado zangado, mas não estejas, a culpa não é tua, a memes sobre o estado novo são um constante fonte de desinformação, que só servem para uma coisa, encobrir o total grau de incompetência na gestão das contas publicas e do crescimento económico do pós 25A.

E já agora sobre memes, uma meme é uma unidade de informação comprimida e pré formatada que se transmite de individuo em individuo ou entre locais onde a informação é armazenada e difundida.
>alguém pré formata uma meme
>difunde-a através dos media (TV, revistas, livros, telenovelas) e escolas.
>Estado Novo, censura, miséria, Salazar, nazis, fascista, morte, fome, ignorância
>E já está, nem é necessário pensar, investigar, tirar conclusões pelo estudo, fazer comparações, etc, é só repetir a meme e és um automaticamente um gajo porreiro e progressista, amado pelo povo e pelo estado.

 No.3297

>>3296
Por acaso os dados existentes do Estado Novo relatam crescimento na ordem dos 7% a 10%. Duvido que consideres isso desinformação porque até eu acredito nesse crescimento. Mas como disse citar indicadores económicos para "pintar" um país, é pura ignorância



[Return][Go to top] [Catalog] [Post a Reply]
Delete Post [ ]
[ * ] [ c / des / n / t / u ] [ int / luso ] [ b / con / pol / xxx ] [ meta ] [ doar / info / regras / notícias / https / git ]