[ * ] [ c / des / n / t / u ] [ int / luso ] [ b / con / pol / xxx ] [ meta ] [ doar / info / regras / notícias / https / git ]

/con/ - Consultório

e Conselhos
Name
Email
Subject
Comment
File
Embed
Password(For file deletion.)

Allowed file types: jpg, jpeg, bmp, gif, png, webm
Max filesize: 10 MB.
Max dimensions: 10000 x 10000.


File: 1507142898909.jpg (39.19 KB, 500x506, MI0003174271.jpg) ImgOps Exif Google

 No.1184

Olá danones, crio este fio para os dux do chã ajudarem os virgínios a arranjar fofinhas.

>ser eu

>18, na universidade
>únicos interesses são política, música e cinema
>única gf que tive foi aos 12 e mesmo assim só nos comíamos com roupa e aos apalpões
>nunca tive outra fofinha desde então porque fiquei meio adverso aos relacionamentos (acabou mal o outro)

É assim, sendo eu um gajo, francamente, mediano, como arranjo mais fofinha? Não sou feio, mas também não sou uma brasa. Não sou obeso, mas também não estou fit. Tenho medo que após arranjar fofinha ela se aperceba que consegue arranjar melhor que eu e me deixe. E tenho medo de estar "abaixo" da liga dela, passo a expressão.

Como faço para arranjar fofinha sem que ela me fuja?

Os outros virgínios que deixem as suas preocupações aqui também. um bem haja.

 No.1185



> Tenho medo que após arranjar fofinha ela se aperceba que consegue arranjar melhor que eu e me deixe. E tenho medo de estar "abaixo" da liga dela, passo a expressão.



Não estarás a projetar de certa forma algo que tu farias? Por outras palavras, se tivesses uma namorada e uma gaja mais boa mostrasse interesse em ti, eras capaz de a trair?

 No.1186

>>1185
Se não estivesse feliz com o relacionamento que tinha e tivesse a certeza que essa nova rapariga me fizesse feliz, deixaria a primeira e punha tudo em pratos limpos. Mas nunca a trairia ou a enganava.

Agora se fosse uma gaja que, apesar de ser boa como o milho, eu achasse repulsiva em termos de lifrstyle, claro que não. Ficava enojado.

Basicamente eu nunca trairia a fofinha, mas não confio suficiente nos outros para achar que eles não o fizessem. Agora o meu medo é que seja ela a deixar me por outro melhor que eu.

 No.1187

File: 1507168030014.png (82.83 KB, 640x360, 1489193386328.png) ImgOps Google

sou virginio e nunca tive namorada.

para foder já vai qualquer uma, já estou naquela fase em que não me importo. Para namorar é óbvio que tenho uns padrões mais altos.

Agora, não faço a mínima ideia de como se arranja gaja, nem sei como se dá o flirt na noite. Normalmente quando como alguém na noite são elas que vêm ter comigo e metem conversa. Eu sei que o problema é meu, mas não faço ideia de como se resolve.

 No.1189

>>1184
Mano eu também entrei na uni este ano mas sou mais velho que tu. O que te posso dizer é que nestes 2 últimos dias tive mais contacto com gajas que nós últimos 6 anos. Quando digo contacto não é nada sexual, apenas conversar e coisas básicas como estar com elas na cantina ou à espera do autocarro

O que quero dizer com isto é simples, as tuas hipóteses de arranjar fofinha aumentam consideravelmente quanto maior for o nº de gajas à tua volta portanto parece que estás no sítio certo agora eu também não sei muito bem como é que isto funciona. Se fores um gajo extrovertido então arranjar gaja deve ser a merda mais fácil de sempre agora robots como nós têm a vida mais complicada, eu presumo que desde que sejas apresentável, não obeso e relativamente giro pelo menos uma gaja venha ter contigo um dia destes, pelo menos é disso que estou à espera

 No.1190

>>1189
Obrigado pelo advice anão. Só que no meu caso nunca tive problemas de comunicação nem de estar ao pé de uma gaja e conseguir meter conversa com ela. O meu problema é mesmo ser vagina demais para querer levar as coisas para outro nível com uma delas. Ainda por cima tenho padrões, não quero namorar uma deslavada qualquer. Basicamente consigo ser um gajo porreiro para se ser amigo delas, mas não tenho a autoestima para ser o namorado. Esse único e ultimo relacionamento que tive deixou me todo paranóico (não houve encornanço nem nada disso, a gaja é que era maluca e depois de eu a deixar ainda me perseguiu por uns tempos a assediar-me) em relação a mulheres.

Ainda por cima só entrei em 2a fase e não fui às praxes. Tenho andado a conhecer os meus colegas muito lentamente. Fiquei sem amigos basicamente, porque o resto foi para outros lados.

 No.1191

>>1190
Mano eu também consigo meter conversa e manter uma sem problemas, não consigo é dar o passo seguinte. Tu conseguires conversar com uma gaja não quer dizer nada em termos de relacionamento, isso é fácil, o difícil é escalar e ir para cima delas.

Por isso é que te disse no sítio certo e por isso é que te disse que mais cedo ou mais tarde uma venha para cima de ti. Agora não há um truque para deixar de ser como somos a não ser, claro, álcool.

 No.1192

>>1191
>Tu conseguires conversar com uma gaja não quer dizer nada em termos de relacionamento, isso é fácil, o difícil é escalar e ir para cima delas.

Pois então estamos os dois na mesma situação. Foda-se, e eu nem bebo. Achas que vale a pena o Tinder ou o OkCupid?

>Por isso é que te disse no sítio certo e por isso é que te disse que mais cedo ou mais tarde uma venha para cima de ti.


É mais ou menos a atitude que sempre tive. Tudo se resolverá a seu tempo. O que me incomoda é que tive algumas crushes ao longo dos anos e por causa desta merda de insegurança nunca fiz nada e deixei as oportunidades passar. Mas pronto, que se foda, passado um mês já me esqueci.

Boa sorte, cumps.

 No.1193

>>1192
Também pensei e criar Tinder. A minha cena é que tenho medo de postar fotos cringe. Se não tiveres esse medo então é uma boa opção mas como te disse tu ao estares na uni já estás automaticamente rodeado de gajas e ainda por cima dizes que sabes manter uma conversa. O Tinder facilita o contacto com elementos do sexo oposto mas não faz mais que isso, ora não parece ser esse o problema.

Mais cedo ou mais tarde uma há-de vir para cima de ti ou então vai haver um momento, numa festa ou assim, em que tu te vais sentir bem contigo mesmo e vais ser tu a ir para cima. Uma coisa que tenho notado de estar num curso de gajas é que elas são muito putas e acham isso muito engraçado
>… eu ali a fazer-me a ele hihhiihhi
>… o doutor tem namorada? hihihih
Tudo putinhas mano. Não te preocupes que é uma questão de tempo até uma se sentar no teu narso, depois é contigo se queres que ela se torne tua namorada ou não

 No.1194

>>1193
Mas eu não quero essas putas reles de "ui bora comer este gajo hoje, aquele amanhã, aquele acolá depois, etc." nem daquelas "woow olha para aquele veterano, so hot, amiga este ano temos de comê-los todos." Esse putedo todo anda no comilanço nos seus 20 anos para quando chegarem aos 30 "assentarem" com um asno qualquer que não lhes vai perguntar o passado sexual. A mim faria-me confusão namorar uma gaja que já tivesse tido uma data de gaitas nela.

Esse lifestyle mete-me nojo, foda-se. Não quero ser o sloppy seconds de uma roastie qualquer. Eu ando à procura de umas mais inocentes, quanto mais virgínias melhor. Essas tipas existem ainda?

E como é que eu faço isso das festas? Nunca saio de casa. Quando o faço é para ir ver uma merda qualquer cultural ou histórica, ou ir ao cinema, ou simplesmente passear pela cidade. Não sou dado nada a festas nem a sítios barulhentos nem nada disso. Aliás se encontrasse uma gaja numa festa a beber eu não diria "olha aqui está uma boa oportunidade," diria "aqui está uma que nunca iria resultar." :(

Se calhar sou eu que sou muito picky

 No.1195

Pior estou eu que nem consigo falar com elas pessoalmente, só quando estou bêbado. Quanto mais escalar a conversa para relacionamentos.

 No.1196

>>1190

>Esse único e ultimo relacionamento que tive deixou me todo paranóico (não houve encornanço nem nada disso, a gaja é que era maluca e depois de eu a deixar ainda me perseguiu por uns tempos a assediar-me) em relação a mulheres.


É o que dá crianças de 12 anos em "relacionamentos". Deviam era estar a fazer os TPC e a ver pokemon, não aos apapões. Cambada de degenerados.

 No.1197

>>1194

>Esse lifestyle mete-me nojo, foda-se. Não quero ser o sloppy seconds de uma roastie qualquer. Eu ando à procura de umas mais inocentes, quanto mais virgínias melhor. Essas tipas existem ainda?


>E como é que eu faço isso das festas?


kek. É pouco provável que encontres esse tipo de gajas em festas.

>Se calhar sou eu que sou muito picky.


Apenas tens standards, e fazes muito bem em tê-los. Mas a verdade é que hoje em dia, e ainda para mais se queres ter sucesso com as gajas, isso complica-te a vida. Mas enfim, é dificil ter-se o minimo de decência hoje em dia. Não deves é "alimentar" putas.

Quanto às outras gajas decentes (que existem) deves tentar primeiro ter uma relação de amizade com elas. Fala com elas de igual para igual, sem truques nem manipulações, e as coisas acontecem naturalmente.


Tu e muitos outros gajos provavelmente têm alguma reticência em arranjar gajas que não sejam putas pelos simples motivos que
a) são feias
b) mesmo sendo feias agora, têm potencial se perderem peso, se arranjarem, etc… e muitas vezes quando isso acontece ficam iguais às outras

É o seguinte: o poder corrompe, e a beleza tem imenso poder na sociedade. Com redes sociais ainda mais. As mulheres bonitas, desde pequenas, percebem que têm uma arma poderosíssima nas mãos e sendo crianças não têm maturidade para a saberem controlar nem para a entenderem. E depois há um grande numero de pessoas à sua volta que as tratam como se fossem superiores por serem bonitas, uns fazem-no conscientemente para as tornarem mais manipuláveis através da vaidade e outros fazem-no porque é o que vêm os outros fazerem.

Por isso tens uma pessoa que cresce completamente corrompida e que desenvolve toda uma personalidade à volta da beleza e quando a beleza desaparece ficam doidas. É como o mundo delas se desintegrasse, e de certa forma é o que acontece porque esse mundo é uma ilusão. Não, não é a menopausa. É mesmo corrupção.

A verdadeira virtude está em entender essa corrupção e ultrapassá-la. Não há qualquer virtude numa puta assim como também não há qualquer virtude numa gaja que nunca foi tentada.

Digo isto tudo porque podes cair no erro de achares que uma gaja ideal é uma gaja que não vive da aparência, o que está correto, mas interpretas mal o que isso significa e achas que isso é uma gaja necessariamente pouco atraente e com pouca autoestima, o que não é verdade, e depois percebes que te calha na rifa uma que é na realidade tão doida e tão puta como as outras.

 No.1198

>>1196
Bem eu nessa altura era, de facto, um degenerado total. Hormonas aos saltos e isso tudo. Só quando esse relacionamento acabou e eu pus-me na 3a pessoa e olhei para o meu comportamento de forma objectiva é que entrei numa de MGTOW sem sequer saber o que isso era.

>>1197
Concordo com tudo o que disseste. Eu também não estou à procura daquelas autistas super reprimidas e antisociais, quero uma gaja "normal" mas que não seja dada a festas nem a putedo nem a saídas à noite.


>Quanto às outras gajas decentes (que existem) deves tentar primeiro ter uma relação de amizade com elas. Fala com elas de igual para igual, sem truques nem manipulações, e as coisas acontecem naturalmente.


Isso é o que eu faço sempre. Tenho dezenas de amigas com quem eu falo normalmente, como se estivesse a falar com um amigo qualquer, só que essas, pronto lá está, ou caem na categoria de "gosta de festas" ou cai na categoria de "incompatível". Agora falta-me aquela special one com quem eu possa levar as coisas mais à frente. Que possa fazer comigo as mesmas merdas que eu faço sozinho e eu possa fazer com ela o que ela faz sozinha.

Belo argumento acerca da vaidade e das gajas boas serem elevadas num pedestal. Isso corrompe-as mesmo, tens toda a razão.

 No.1199

>>1194
Mano, aqui a questão é muito simples. Tudo podes estar à procura do que quiseres, e cada um é como cada qual, mas no fundo quer a Ana que anda a mamar toda a gente ou a Isabel que vê o Discovery Channel numa sexta à noite são putas e mais cedo ou mais tarde tu vais descobrir isso e vais apanhar uma desilusão.

É óbvio que vais ser o sloppy seconds de alguém, e se fores só o "second" muita sorte tens tu. Ou então claro, arranjas uma gorda ranhosa mas mesmo essas provavelmente já assaram o galo antes… As gajas não funcionam como nós, elas não têm este problema social nem estas questões todas porque foram criadas colocadas num pedestal. É como estares à procura de uma agulha num palheiro, por isso é que vês aqueles posts do "Ai, a minha fofinha é diferente" e passado 2 meses "REEEEEEEEE TUDO PUTAS REEEEEEEEE"

A situação é simples, a tua pergunta no OP foi "como faço para arranjar fofinha, sou virgínio etc etc" e a resposta é óbvia, para arranjar gaja tens que estar num sítio onde haja muitas que é para as tuas odds melhorarem. Se não gostas de festas, se não gostas de beber, se não gostas de nada que é tido como socialmente fixe hoje em dia então olha mete conversa com elas nas aulas, na cantina, na paragem de autocarro, quando estiveres a andar na rua… Mas claro que isto é muito mais difícil de fazer além de que se não o fizeres bem podes passar uma imagem de creep e cringe

Ou então faz como te disse e espera que uma venha ter contigo mas se estiveres à espera que uma princesa loirinha 10/10 te aborde enquanto estás a ler um livro na biblioteca então vais ter de esperar bem. É que as gajas são putas mas não gostam de parecer putas, por isso é que te falei em festas porque ai têm sempre a desculpa do "ai, estava mesmo bêbada ontem" e à um à vontade maior para qualquer tipo de contacto.

O que me parece é que vives num mundo que não existe. Pelo teu post não és nada de especial fisicamente, não sais da tua zona de conforto, não gostas de beber, estás à espera de uma gaja que seja como tu… Isso não existe mano

 No.1200

>>1199
é isso, mano, tens toda a razão. bem, lá vou eu para o festanço a ver se saco uma que não seja má. claro que não quero ir ao ponto de comer uma gorda nojenta e asquerosa, tenho dignidade também. Por enquanto ainda só conheci para aí 5 gajas fixes, vou ver se ao juntar-se a umas jotas ou grupos nos quais me reflicta ajudam na pesca. obrigado pelos conselhos.

>estás à espera de uma gaja que seja como tu… Isso não existe mano

na muche

 No.1201

>>1200
Nunca percas os teus padrões mas também tens de ter noção de que tu na tua vida, quase de certeza, que vais ter de te contentar com uma gaja que, neste momento, nem considerarias em ter.

Por isso é que vês tanta gente infeliz e hoje em dia tantos divórcios. A pressão social num homem é enorme. Tu se fores dizer que és virgem toda a gente te vai achar estranho só porque sim, se as pessoas soubessem que eu, com 20 e tal anos, sou um virgem sem beijo era suicídio social.

Aos poucos tu vais percebendo como as coisas funcionam e aceitando que a gaja dos teus sonhos que é perfeita e gosta das mesmas coisas que tu está a ser fuzilada pelo Chad enquanto tu postas no ptchan. No final vais ter de te contentar mesmo com as sobras ou então claro, ser pró-activo e ir atrás delas mudando de atitude e talvez de imagem.

 No.1202

File: 1507311999989.jpg (21.77 KB, 600x315, 1462543721650.jpg) ImgOps Exif Google

>>1201
Mas essa cena dos divórcios tem muito a ver com isso do putedo. Quantos mais parceiros pré-maritais uma mulher tem (nos homens penso que não altera), maior é a probabilidade do casamento acabar em divórcio. Eu quero alguém com quem possa ter filhos e viver uma vida calma nos subúrbios, foda-se.

>Tu se fores dizer que és virgem toda a gente te vai achar estranho só porque sim, se as pessoas soubessem que eu, com 20 e tal anos, sou um virgem sem beijo era suicídio social.

Infelizmente, sim. Eu nunca digo a ninguém, também só falo nisso com os meus amigos de peito, que também são virgínios.

>Aos poucos tu vais percebendo como as coisas funcionam e aceitando que a gaja dos teus sonhos que é perfeita e gosta das mesmas coisas que tu está a ser fuzilada pelo Chad enquanto tu postas no ptchan. No final vais ter de te contentar mesmo com as sobras ou então claro, ser pró-activo e ir atrás delas mudando de atitude e talvez de imagem.

Fuck, fiquei deprimido kek. Vou optar pela segunda opção. Quem saiba, talvez encontre uma gaja decente em cenas menos mainstream, porque a vida está fodida. Só quero perder a Carta de Virgínio e o resto vem depois.

>mcq já vou a uma festa daqui a uma semana

 No.1203

>>1202

>Aos poucos tu vais percebendo como as coisas funcionam e aceitando que a gaja dos teus sonhos que é perfeita e gosta das mesmas coisas que tu está a ser fuzilada pelo Chad enquanto tu postas no ptchan. No final vais ter de te contentar mesmo com as sobras ou então claro, ser pró-activo e ir atrás delas mudando de atitude e talvez de imagem.


>Fuck, fiquei deprimido kek. Vou optar pela segunda opção. Quem saiba, talvez encontre uma gaja decente em cenas menos mainstream, porque a vida está fodida. Só quero perder a Carta de Virgínio e o resto vem depois.


Não vás na conversa desse gajo, não alimentes as putas. É por esse tipo de desesperos que não faltam putas por aí. Tal como as putas de profissão, estas também só existem porque têm clientes.

> a gaja dos teus sonhos que é perfeita e gosta das mesmas coisas que tu está a ser fuzilada pelo Chad enquanto tu postas no ptchan


Se ela fosse assim tão perfeita não estaria a ser "fuzilada" por um gajo sem o mínimo de substância, que apenas tem o aspeto e talvez dinheiro para lhe oferecer. Já para não falar das ISTs que ele não deve ter apanhado das outras putas com quem deve ter estado e da maneira como estes Chads geralmente tratam as namoradas.

Isto prova que a gaja dos teus sonhos talvez não tenha ela própria muita substância para além do aspeto, e namorando com um Chad é pouco provavel que goste das mesmas coisas que tu. Esse tipo de gajas geralmente só gostam de friviolidades e uma coisita ou outra da qual fingem gostar para agradarem ao Chad. Não percebo onde foste buscar essa ideia de que as gajas com as quais possas ter algo em comum são todas comidas pelos Chads.

Não serás um pouco superficial e a tua atração por estas gajas advém daí? Porque gajas que vão na conversa do estereotipo de Chad não têm nada a não ser aparência. Talvez as vejas como uma espécie de passaporte para um estatuto social mais elevado?


Quanto ao OP, este danone não deixa de ter razão. A maior parte das gajas por aí são putas e se o teu objetivo é só mesmo perder a virgindade e a falsa autoestima que se recebe ao agradar a putas, então já sabes o que tens de fazer. Não concordo nem encorajo, mas a decisão é tua.

Com um ambiente tão saturado de putas e superficialidade, a virgindade parece-me cada vez menos algo do qual se deva ter vergonha, é só a minha opinião.

Acho que se quiseres ter um relacionamento a sério te deves questionar se queres uma namorada pela autoestima (falsa, pois a verdadeira vem do interior) que isso traz ou se queres uma namorada a sério. Se for este o caso, percisas de ter tu próprio de ter alguma substância ou não serás compatível com esse tipo de raparigas. É muito mais fácil ser-se compatível com uma puta.

 No.1204

>>1203
OP aqui. Concordo mais com o que tu disseste. Realmente, a fofinha ideal não estaria neste momento a ser pinada pelo Chad, senão não seria ideal.

> A maior parte das gajas por aí são putas e se o teu objetivo é só mesmo perder a virgindade e a falsa autoestima que se recebe ao agradar a putas, então já sabes o que tens de fazer.

Eu estou-me a cagar para a virgindade, senão já tinha ido a uma puta literal, eu quero é alguém que possa amar. Fuck.

>Isto prova que a gaja dos teus sonhos talvez não tenha ela própria muita substância para além do aspeto

Tem sim, como disse devia ser alguém que cagasse para as festas e para esta falsidade que é a cultura do fode-tude. Basicamente uma church goer conservadora e tradicional.

 No.1205

>>1204

>Basicamente uma church goer conservadora e tradicional.


Hehe, não caias nesse erro. Essas e as putas modernas são apenas dois tipos diferentes de "cool girls".

Eu conheço várias dessas gajas tradicionais de perto. Foge delas. São mais espertas e manipuladoras que as outras porque não podem usar sexo como as outras para manipular um gajo. As putas modernas evoluiram desse tipo de mulheres, no fundo são exatamente a mesma coisa mas com estratégias de caça diferentes. E ao passo que a puta moderna salta de gajo em gajo, essas quando agarram um gajo nunca mais o largam, e não digo isto de forma positiva.

São tão doidas como as outras, só são melhores a disfarçar. Tendem a formar grupinhos de outras beatas tradicionais e juntas formam uma espécie de polícia do pensamento religiosa e sufocam todos à sua volta, principalmente outras mulheres.

E depois há um fenómeno estranho que acontece depois de se casarem e terem o 1º ou 2º filhos que é engordarem imenso, cortarem o cabelo e envelhecerem bastante antes do tempo. Eu tenho uma desconfiança de que seja algo psicológico.

Mas espera lá, tu disseste que querias um gaja que tivesse algo em comum contigo. És religioso?

 No.1206

>>1205
Não, simplesmente acredito em traditional gender roles.

Se as church goers também estão puteficadas, quem mais resta? Pessoal que vai a cenas de anime?

 No.1207

>>1206

>Não, simplesmente acredito em traditional gender roles.


Portanto vais à procura de mulheres que levaram uma lavagem cerebral desde crianças e que toda a vida foram policiadas pela policia do pensamento religioso. Não há qualquer virtude em aderir a um estilo de vida porque fomos obrigados a faze-lo.

E se estás à procura de alguém com quem tenhas algo em comum não a vais encontrar em alguém que acredita que os dois géneros são completamente diferentes psicologicamente e que o seu dever é na cozinha e a criar os filhos e que tu a deves sustentar. Esse tipo de mulheres, para além da igreja, família e friviolidades não tem muito mais.

E depois uma pessoa para desenvolver interesses, principalmente intelectuais, deve ser alguém que questiona as coisas e que tenha curiosidade em aprender, que são características que as pessoas religiosas, principalmente mulheres, não costumam ter.

E depois há a tua dissatisfação com a sociedade, o que revela uma certa rebeldia que é um traço de personalidade que este tipo de mulheres não tem e se tiver é constantemente suprimido pela brigada das beatas e pela sua familia e comunidade religiosa. Não há mulheres com mais mentalidade de manada que as religiosas. Mais uma vez, são mulheres com as quais não tens nada em comum.

Eu acho é que tu não sabes o que queres.

>Se as church goers também estão puteficadas, quem mais resta?


Pois danone o problema é mesmo esse. A maior parte das gajas não vale um cu como pessoa.

 No.1208

>>1207
Voltámos à estaca zero, então. Foda-se.

 No.1209

>>1206

(cont…) Interesses intelectuais, rebeldia, assertividade e independencia são duas caracteristicas que estão fortemente ligadas, e as mulheres religiosas não acreditam que uma mulher deva ser nem rebelde, nem assertiva nem independente do seu marido ou patriarca.

E depois é muito dificil alguém ter o mínimo de curiosidade por seja o que for quando acredita que o seu dever é passar o resto da vida a ser sustentada por alguém. Pessoas que acreditam que o seu "destino" ou "dever" é algo definido por outros raramente têm alguma substância.

>>1208

>Voltámos à estaca zero, então. Foda-se.


É a vida danone. As melhores coisas são as mais dificeis de conseguir.

 No.1210

>>1206
Tens que começar é a escrever em português..

 No.1211

>>1210
Desculpa, não costumo usar o ptchan por isso ainda não reverti de novo a escrever em Português. Digo coisas como virgínio ou verde-texto porque já estão interiorizadas.

 No.1267

File: 1507886312703.png (554.26 KB, 967x954, 1506695006883.png) ImgOps Google

>>1192
>tive algumas crushes ao longo dos anos e por causa desta merda de insegurança nunca fiz nada e deixei as oportunidades passar.

Foda-se fizeste-me lembrar de uma que nunca mais vou recuperar.
>ter à volta de 12 anos
>dar me com uma menina imenso tempo de outra turma
>passarmos o tempo depois das aulas sempre juntos a passear ou jogar qualquer coisa
>certo dia ela diz para ir ter com ela a certo sítio
>"anónimo gosto muito de ti e gostava de namorar contigo"
>começo a ficar super nervoso e limito-me a dizer ok
>ela não diz mais nada
>depois de um silêncio super desconfortante cada um vai para seu lado
>nunca mais falar c ela

Foi a primeira vez que larguei o esparguete, o mais incrível é que recentemente ela falou comigo numa festa depois de literalmente 8-9 anos mas eu limitei me a dar respostas curtas, mas não me importava de voltar a falar com ela diariamente outra vez

 No.1268

>>1267
Ouch anão até a mim essa doeu… tens que seguir em frente. Fofinhas virão!

 No.1271

>>1267
>"anónimo gosto muito de ti e gostava de namorar contigo"
>começo a ficar super nervoso e limito-me a dizer ok
kek

 No.1272

Então danones, já fizeram progressos?

 No.1273


 No.1274

>>1272
OP aqui. Fui a uma festa, conheci para aí 5 gajas da minha turma. Foi divertido, bebi e soltei-me mais do que o habitual, mas naturalmente elas estavam com os copos (e eu também) por isso foi mais dançar e dizer nonsense do que outra coisa.

 No.1283

Entao danones, contem coisas

 No.1284

como faço para ir/ser convidado para festas?

 No.1285

>>1284
Não tens amigos que te convidem? Isso é mau sinal.

 No.1286

fiz interessante, bump porque nerece

 No.1317

OP aqui.

Estas últimas semanas mudaram-me quase por completo, o facto de estar na universidade. Falei com uns amigos que estiveram na mesma situação e decidi deixar-me de merdas e começar a ser eu a tentar aproximar-me delas, pus de lado as inseguranças que tenho e tento ser mais aguerrido.

Ponto de situação:

>conheço rapariga na primeira semana, instant connection

>começamos a andar juntos (no sentido platónico) e a aprender cenas das nossas vidas
>temos muita coisa em comum, em termos de gostos e backgrounds familiares
>tomamos um café aqui e acolá
>sempre que estou com ela noto o sorriso e a felicidade com que ela fica, e eu também
>foi comigo a uma festividade e mais tarde acompanhei-a até a estação de comboios, falamos durante horas
>esta semana vou convidá-la a ir visitar uma cena e tomar um café
>depois de acabar vou convidá-la a jantar comigo para a semana que vem
>caso o jantar corra bem e eu veja que a oportunidade está lá, vou beijá-la
>se o beijo for bem recebido vou dizer-lhe que gosto dela, de quem ela é, que ela me faz feliz, etc. etc. e que quero que tenhamos algo mais que amizade

Rezem por mim danones. Estou de olho nesta moça desde que nos conhecemos e tenho 95% de certeza que o interesse é mútuo, ou ela não me convidaria para passear com ela nem aceitaria os meus convites para o mesmo. Não faz isto com mais ninguém.

Já me mentalizei que se for rejeitado, terei aprendido uma lição e seguirei em frente, até que a próxima apareça. Sempre tenho o ginásio e a cidade para me distrair caso não corra bem. Mas larguei esta atitude que tinha escrito no OP de "hurr durr coitado de mim, como faço isto?"

Vamos todos chegar lá mais cedo ou mais tarde, danones. Deus vos abençoe.

 No.1318

>>1317
Vai dando updates OP.

Boa sorte e que isto sirva de lição aos virginios do ptxã.

 No.1319

>>1317

>começamos a andar juntos (no sentido platónico) e a aprender cenas das nossas vidas

>temos muita coisa em comum, em termos de gostos e backgrounds familiares

Como é que ela é como pessoa? De que é que ela gosta/interesses/hobbies/etc… ?



>esta semana vou convidá-la a ir visitar uma cena e tomar um café

>depois de acabar vou convidá-la a jantar comigo para a semana que vem

Porque é que não fazem as duas coisas esta semana logo? Para quê esperar?

>se o beijo for bem recebido vou dizer-lhe que gosto dela, de quem ela é, que ela me faz feliz, etc. etc. e que quero que tenhamos algo mais que amizade


Se o beijo for bem recebido não percisas de lhe dizer nada disso, duh. Faria mais sentido se dissesses isso antes do beijo.


>Vamos todos chegar lá mais cedo ou mais tarde, danones. Deus vos abençoe.



Tás muito confiançudo. Vê lá é se isso não corre mal e depois vens para aqui chorar & tudo potas e etc…

Acreditarei em ti quando vir resultados concretos.

 No.1320

>>1319
>Porque é que não fazem as duas coisas esta semana logo? Para quê esperar?
Esta semana temos de entregar uns trabalhos e de trabalhar noutros e não dá jeito nenhum. Está tudo estoirado e cansado.

>Se o beijo for bem recebido não percisas de lhe dizer nada disso, duh. Faria mais sentido se dissesses isso antes do beijo.


É? Ok, vou ter isso em mente.

> Vê lá é se isso não corre mal e depois vens para aqui chorar & tudo potas e etc…

Eu digo-vos se correr mal, mas não venho para aqui chorar e dizer que é tudo puta. Cheguei à conclusão que isso não vale de nada e mais vale seguir em frente quando a coisa não avança.

Postarei resultados em breve.

 No.1327

Amigo, cuidado com esses sonhos e cenários futuros
Não comeces a criar demasiadas expectativas porque podem sair furadas e a frustração depois é maior. Deixa a coisa rular sem criares muitas expectativas e sem pores a carroça à frente dos bois.
Eu na univ também estive num cenário idêntico ao teu, falava muito com uma fofinha, achava que talvez rolasse algo dali e depois nada, o sofrimento ficou todo deste lado.
Mas boa sorte

 No.1328

>>1320
Lembrete que Sexta é feriado

 No.1343

Então e esse jantar danone?

 No.1358

OP aqui. Trago notícias boas e notícias más.

As boas: o jantar correu bem, ela estava a gostar mais do jantar que eu (já digo porquê nas más) e no final beijámo-nos a sério, iniciativa dela.

As más: é daquelas esquerdistas maradas. E não digo ser socialista, digo literalmente Bloco de Esquerda, feminismo, LGBT rights-tier. Essas merdas todas. Eu fiquei chocado, não há nenhum indício dela ser assim nas redes sociais. Foi um turn off do caralho para mim, a meio do jantar já me apetecia pedir a conta. Estava com o estômago às voltas e ela toda contente a pensar que estávamos a concordar um com o outro.

Pagámos a meias, depois dela me beijar despedimo-nos. Eu vou para casa de metro, chego a casa e tenho uma mensagem dela, típica "gostei muito, etc. etc. há química entre nós os dois, começo a gostar muito de ti a sério."

Eu fiquei a olhar para aquilo uns dez minutos antes de responder. Liguei-lhe por volta da meia noite e ela toda contente a pensar que eu ia comentar positivamente a mensagem dela quando na verdade disse num tom muito sério que não achava que não ia resultar, ela não era o que eu estava à espera e que era melhor sermos só amigos porque temos visões do mundo muito diferentes. Ela ficou upset como seria de esperar, mas tem falado comigo normalmente até agora na escola (pensava que ia ter só death stares dela e das colegas, mas não - cumprimentou-me normalmente). Obviamente não combinámos mais nada.

E é isto.

Vou tentar com outra, I guess.

E vocês, fizeram progresso?

 No.1359

>>1317
>>conheço rapariga na primeira semana, instant connection
>começamos a andar juntos (no sentido platónico) e a aprender cenas das nossas vidas
>temos muita coisa em comum, em termos de gostos e backgrounds familiares
>tomamos um café aqui e acolá
>sempre que estou com ela noto o sorriso e a felicidade com que ela fica, e eu também
>foi comigo a uma festividade e mais tarde acompanhei-a até a estação de comboios, falamos durante horas

>>1358

>As más: é daquelas esquerdistas maradas. E não digo ser socialista, digo literalmente Bloco de Esquerda, feminismo, LGBT rights-tier. >Essas merdas todas. Eu fiquei chocado, não há nenhum indício dela ser assim nas redes sociais.


Estamos a falar da mesma rapariga com quem supostamente falavas durante horas e tinham imensas coisas em comum? Se sim como não percebeste que ela era de esquerda, como não sabias o estilo de vida dela, como não falaram de política, nem de noticias actuais? Como é possivel que, em tantas conversas supostamente profundas não tenhas entendido a filosofia de vida dela? Afinal falaram de quê mesmo?

>Eu fiquei a olhar para aquilo uns dez minutos antes de responder. Liguei-lhe por volta da meia noite e ela toda contente a pensar que eu ia comentar positivamente a mensagem dela quando na verdade disse num tom muito sério que não achava que não ia resultar, ela não era o que eu estava à espera e que era melhor sermos só amigos porque temos visões do mundo muito diferentes. Ela ficou upset como seria de esperar, mas tem falado comigo normalmente até agora na escola (pensava que ia ter só death stares dela e das colegas, mas não - cumprimentou-me normalmente). Obviamente não combinámos mais nada.



Acho que fizeste bem.

 No.1360

>>1359
Sim, era a mesma. Não, não falei com ela sobre política porque eu também não sou propriamente moderado no que toca a cenas dessas. A gente não falava sobre cenas dessas, eu desvio sempre o assunto quando me perguntam opiniões políticas, porque sei que me vão achar um velho do Restelo.

Nem eu sei, dadone, nem eu sei. Mas sei que desviei-me de uma bala a sério kek

 No.1361

File: 1512440387189.gif (906.25 KB, 500x349, 1499397116302.gif) ImgOps Google

>>1358
>Não rebentar sem qualquer misericórdia um cu de uma esquerdalha nojenta mesmo que para isso tenha que fingir que também tem problemas mentais
>Não a deitar ao lixo como um preserva usado quando encontra outra fêmea claramente superior

Fds

 No.1375

>>1361
É, e depois a puta ia andar aí a dizer que eu me aproveitei dela, fiz isto e aquilo. Desculpa danone mas esta gente é bem capaz de foder a vida a um gajo. Vou mas é ver se arranjo outra fofinha, agora já sei os basics mais ou menos é continuar a tentar.

 No.1376

>>1375
Tens uma cabeça fria impressionante, eu não teria sido capaz do mesmo discernimento. Pareces um rapazola inteligente. Continua assim que estás no bom caminho.

Dá novidades de vez em quando, danone.

 No.1377

>>1358
>>1360
>>1376

Tiveste muito bem anão, continua assim.



[Return][Go to top] [Catalog] [Post a Reply]
Delete Post [ ]
[ * ] [ c / des / n / t / u ] [ int / luso ] [ b / con / pol / xxx ] [ meta ] [ doar / info / regras / notícias / https / git ]