[ * ] [ c / des / n / ndis / t / u ] [ int / luso ] [ b / con / pol / xxx ] [ meta ] [ info / regras / notícias / https / git ]

Catálogo (/con/)

Sort by: Image size:
R: 12 / I: 0
Boas

Como é que eu peço a minha crush em namoro?

Cumps
R: 4 / I: 0

ToU fOdIdO

Boas pessoal,
Preciso da vossa ajuda, isto é algo sério…
Bem, na terça feira uma gaja tipo defeciente, vá não vou dizer defeciente, mas…é uma pessoa que não consegue mesmo raciocinar muito bem…ela ainda anda na escola, tem 18 anos e tem necessidades educativas especiais por assim dizer…
E ela na terça-feira(dia 7/03) começou a falar comigo… e desde então começou a falar comigo todos todos os dias…e ela é chata… e já estou a ficar farto de ser obrigado a responder às mensagens, mas ela gosta de mim e ja me chamou "meu principe" e coisas do genero…ja lhe disse que nos nao somos mais do que amigos… ela perguntou-me se eu tinha namorada eu disse que nao mas que também nao estava interessada nela, mas ela continua a falar comigo e eu sinceramente já estou meio que farto de falar com ela e quero deixar de falar com ela sem que ela se sinta ignorada, rejeitada, pronto, nao quero que ela se sinta mal…se eu deixar de responder ela chateia-me mais ainda a dizer que eu nao quero saber dela para nada, se responder ela nao se cala, ja pensei em bloquear mas isso pode-lhe deixar triste saber que nao pode responder mais à conversa…
quero arranjar uma maneira de acabar com isto sem que ela se sinta mal e triste e não ter de recorrer ao block no facebook…ajudem aí anons!
R: 23 / I: 4
Perdi a mulher mais importante da minha vida à uma semana porque simplesmente ela não confia que eu vou ser fiel enquanto estiver fora 2 meses… E o pior é saber que a pouca confiança que tinha (nunca teve muita confiança nos homens que conheceu pq a desiludiam sempre) perdeu porque viu o meu histórico e viu que eu via porn, cam girls e até mesmo classificados… Feels bad man, pensei que ela era a tal mesmo… e o que me custa mais é saber que nunca lhe ia trair e que ela amava-me mesmo, pelo menos eu acredito que sim. Desde então não vejo porn ou outras coisas e vou continuar assim sinceramente. Obrigado por lerem.
R: 2 / I: 0
/con/as,

Como é que arranjam amigos?
Tenho 23, acabei o curso em setembro passado, estou a trabalhar e profissionalmente estou bastante bem. No entanto, há 5 meses separei-me da minha namorada de há 3 anos e meio. Além disso, descobri que um dos meus melhores amigos é um cabrão que ainda se tentou fazer a ela quando estávamos juntos. Posto isto, como conseguem arranjar amigos? Só tenho dois assim mais próximos, o que tinha da faculdade voltaram para as cidades deles e vejo-me numa situação em que praticamente não tenho amigos, o que me faz sentir ainda pior em relação a tudo.
R: 0 / I: 0
preciso de ajuda urgente a minha boca é maior que as minhas bolas 914373746
R: 37 / I: 8
>usar um site para encontrar amigos internacional
>conhecer um rapariga
>falamos bastante por skype, todos os dias quase
>as conversas nunca são chatas, sempre divertidas
>temos um dia uma conversa onde falamos se falamos com outras pessoas(nesse site) a conclusão é que sim mas que ela nunca tinha encontrado ninguem como eu(sei que irl não há ninguem)
>começamos a falar que nos queremos encontrar
>falar de como queremos adormecer nos braços um do outro, saber como cada um beija, como cada um cheira
>ela diz que me deixava ter a virgindade dela
>diz que gosta de mim porque e primeira vez que encontrou alguem que pode falar do que ela quiser

vamos agora hipoteticamente supor que eu tinha acesso às conversas que ela tem com outras pessoas e assim vendo que várias coisas que ele me disse tambem o disse a outros. eu sei que ela gosta de ter atenção de gajos mas nunca escolher um para ficar(so teve um namorado), disse-lhe isso e ela admitiu que "eu a leio como um livro".
Eu sei que isto pode parecer estúpido para vocês mas eu gosto dela e eu quero saber o que devia fazer antes de me a amar. Sinceramente eu detesto ela andar a falar com os outros mas como não estamos em qualquer tipo de relação eu respeito.
Eu sei que muito dos vossos conselhos precisam de contexto por isso se alguma coisa não foi clara perguntem e eu tento especificar.
Obrigado
R: 14 / I: 5
>ser feio que doí
>deixar de tirar fotos
>passados uns meses, até nem me acho mal ao espelho
>confiança sobe um pouco
>tirar fotos outra vez
>auto-estima completamente destruída

Ontem tive uns breves pensamentos de suicídio.
Não sei o que fazer e não consigo mudar a minha mentalidade.

Alguém assim?
R: 1 / I: 0
Conseguem-me ajudar numas dúvidas sobre o centro de emprego?
Então, eu tenho sempre procurado trabalho por mim próprio, mas respondendo a alguns anúncios, vejo que pedem o número de identificação do serviço de emprego (suponho que seja o mesmo que o centro de emprego?) e, quando sou contactado telefonicamente para uma primeira entrevista, das primeiras perguntas que fazem é se estou inscrito no centro de emprego, coisa que não estou, mas que me levou a pensar se não o devia fazer? Não sei bem como funciona, mas como tenho sempre conseguido arranjar trabalho, nunca considerei, porque me disseram que se me fosse oferecido um trabalho através do centro de emprego eu não poderias recusar, segundo porque não pretendo receber qualquer tipo de subsídio (talvez até tenha direito e não sei?), por último, porque quero entrar na universidade e não pretendo um trabalho a tempo inteiro. Como vêm estou um pouco confuso e logo de manhã irei deslocar-me ao centro de emprego da minha zona para tirar as minhas dúvidas, mas se me conseguissem ajudar nalgumas destas questões, agradecia. Cumprimentos
R: 60 / I: 3

Foda-se?

Sou só eu ou vocês também odeiam o facto de praticamente qualquer gaja conseguir atenção por parte de gajos com a maior facilidade do mundo?
R: 4 / I: 1
2015:
>vida porreira
>notas porreiras
>engatatão com alguma pinta
>sacava algumas moças
>bom grupo de amigos
>começo num relacionamento sério

2016:
>vida porreira mas com algumas merdas
>dedicado à relação séria
>notas mais ou menos
>relação apesar de tudo parece que vai ser para a vida
>começo a pensar se seria ou não melhor estar solteiro
>penso que ela nunca me irá deixar porque consegue ver o quão excelente rapaz sou

2017:
>grupo de amigos foi todo com o caralho, uns não me falam sem explicação, outros apenas arranjaram outros amigos e dão-lhes prioridade
>apanho namorada de quase 2 anos a falar com outros gajos no instadirect e a dizer que estava praticamente solteira
>chamo-lhe nomes horriveis e o caralho e acabo
>passam 2 semanas e apesar de tudo decidi ser beta e perdoar-lhe
>ela aproveita eu querer voltar para agora dizer que não estava a dar e acabar tudo de vez
>notas de merda
>não saber o que fazer
>ver o perfil dela todos os dias e analisar profundamente cada gajo que dá likes nas cenas dela
>ver ela e um ou outro gajo a trocar o Smile de Coração no facebook
>sentir triste por causa de uma coisa como essas
>coração partido
>já não ter pull game como antigamente
>tentar falar com umas gajas mas apenas uma ou outra dá realmente conversa, sendo que uma já quer mamar
>reparo que só quer mamar e depois mais nada, e também não é rapariga que eu pretenda ter algo mais
>tentar perceber o que fazer com a minha vida
>andar na faculdade e ir e vir todos os dias e não socializar com muita gente apesar de ter um grupito firme na faculdade..
>muita piça na faculdade
>engordar 30 kilos em 2 anos e agora nem estar fit para ir ao engate e usar umas camisas
>depressão
>querer desistir do curso
>não suicidar porque sou demasiado vagina para tal

O que fazer.. ?
R: 6 / I: 0
Boas povo do PTchan.

Tenho andado a falar com um rapaz numa rede social de paneleiros.

O gajo é bacano e eu estou interessado nele e queria convida-lo para ir beber um(a) café/cerveja, mas já sei que como beta que sou vou atrapalhar-me todo e ficar envergonhado.

Que temas posso puxar para que a conversa não morra, e como saberei se ele também está interessado em mim?
Tácticas de engate? Alguém tem sugestões?

Agradeço a vossa disponibilidade.
Cumps.
R: 3 / I: 0
Trabalho com uma fofinha há coisa de 1 ano, no trabalho isto é pessoalmente sempre tudo correu bem de ambas as partes até ela brincar e tal…
Na altura ela namorava, relação de 2 anos, mas íamos falando por mensagem e tal, apesar dela nunca falar muito devido a isso e as vezes tipo "ignorar" por 4 dias ou algo do género, e quando confrontada com isso as desculpas variaram um bocado, desde a namorar, a não estar muito no telemóvel a não ter que falar todos os dias comigo para ser meu amigo… já tivemos vários conflitos mas pessoalmente pronto acho que ignorávamos completamente o que se passava por mensagens, até chegamos a estar 2 semanas sem falar quando ela foi de férias, e claro por não ter gostado da atitude dela ter ficado sem falar no trabalho com ela mas durou coisa de 2 dias.

De momento acabou a relação mas continua a fazer o mesmo ou pior, a questão que não entendo é que se eu me preocupar com ela e perguntar como anda e tal ela tipo ignora, mas no instante em que eu me mostre chateado e diga adeus ela fala logo..

De momento já não falamos há 5 dias, e no trabalho por acaso não a tenho apanhado, isto porque me voltei a preocupar com ela e ela voltou a ignorar, e disse que estava a ser muito burro ainda me preocupar com ela e que enfim cansei, ao qual nem respondeu.

O que faço anons? Eu gosto da fofinha, só que está complicado perceber algo naquela cabeça, e não há como evitar visto que trabalhamos juntos…
R: 7 / I: 1
Já me tentei suicidar e estou a pensar em tentar outra vez. Trabalho numa área na qual tenho acesso a armamento diariamente e ontem estive preocupantemente próximo de o fazer. Acontece que não estou nada satisfeito com a minha situação na vida e todos os dias, a maior parte do tempo estou com uma sensação de angústia com a qual não consigo lidar. Tem fases, uns tempos estou num modo 'meh..' que subitamente muda para uma depressão fodida em que sinto um aperto no peito, vontade de chorar e de acabar com tudo. É ridículo, mas eu não sei realmente porque é que estou assim. Há anos que estou assim e pergunto-me por quanto mais tempo isto vai continuar, vivo todos os dias à espera que algo mude embora saiba que isso não vai acontecer. Não tenho amigos em quem confiar (e tenho muita dificuldade em confiar nas pessoas, circunstâncias da vida) sem ser os meus pais e o meu irmão mais velho, que eu sei que davam tudo por mim, e por isso sinto-me mal, mesmo muito mal, por sequer pensar em fazer-lhes isto. É a única coisa que me prende aqui, saber que eles sofreriam com a minha morte, e isso faz-me sentir uma autêntica merda, porque eu não quero morrer, nem fazer os outros sofrer, só quero deixar de estar assim. Ontem tentei contactar a minha mãe para lhe tentar explicar isto, mas nem tive coragem de lhe dizer o que me ia na cabeça, com a idade que ela já tem não sei se ia conseguir lidar bem com a situação. Isto nem é bem uma pergunta ou um fio a pedir conselhos, é mesmo um desabafo porque, sei lá, sinto-me melhor ao saber que alguém vai ler isto, apesar de absolutamente não quererem saber, é o único sítio onde me sinto integrado em alguma coisa.
R: 1 / I: 0
Caralho, maninhos
Tou farto disto. Sempre que vou dormir fico ansioso e deprimido como o caralho. Não sei porquê.
Já tentei literatura, mas só ajuda um bocado. Também tenho o telefone em silêncio e o computador desligado. Até uso uma luz de presença para me ajudar ( desde que descobri que dormir com luz alivia um pouco a ansiedade). Isto tem vindo a ocorrer há meses.
Ajudem-me, anons. O que fazer ? Já alguém passou por isto ? É comum ?
R: 15 / I: 6
Preciso de uma opinião vossa para me poder orientar num espectro de conclusão mais curto.

É assim, a minha namorada tentou trocar-me por outro gajo, mas o gajo deu-lhe barra á força toda. Tivemos 2 dias a cagar bué um no outro, até que ela fica demasiada fodida porque o gajo não quer saber dela, então correu para casa de um casal de amigos (eu é que lhes apresentei estes amigos, o gajo já conheço há alguns anos e somos bastante amigos). Acontece que ela desabafou bué com ele, e até sairam uma noite e nessa mesma noite, mas mais tarde vou até casa dele, porque ele tinha dito para eu lá passar, e ele ainda nºão estava em casa, então fiquei a espera em casa dele com a namorada dele. Quando ele chegou a minha "namorada" tambem tinha vido, e aí ela começou a falar normalmente comigo.
No dia seguinte, tinha sido convidado para ir jantar a casa deles. Acontece que a minha "namorada" descobriu que não tinha sido convidada, e por isso mandou-lhe msgs a dizer que a tinham tirado do grupo etc etc. Acontece que o gajo e a minha "namorada" ficaram a noite toda a falar por messenger, comigo lá e a namorada dele.
Para se situarem, eu cheguei a falar pessoalmente com ele, a dizer que me custava um pouco estar com ela e isso, ele até me disse que se houvesse qualquer coisa que ela dissesse ele ficaria mais do meu lado e disse, tambem, "bros before hoes".
2 dias depois disto, acabei por voltar a foder com a minha "namorada".
E no dia seguinte, sou acordado por ela a dizer-me que tinha feito um menage com o meu casal de amigos, e que nao curtiu muito, e que houve uma altura em que ele ficou no meio e começou a roçar-se a ela e a dizer "que gostava de estar com ela" e afins.

O que gostaria de saber é: Acham que o meu amigo agiu mal perante mim nesta situação toda? Eu deveria manda-lo completamente foder?
R: 12 / I: 1
Ando a falar com uma gaja e até há uns dias estava tudo bem. Perguntei se queria ir tomar um café e disse que sim. Até aqui tudo bem, falávamos normalmente

Desde há uma semana que responde para aí 2 vezes por dia, há dias em que nem responde, quando pergunto o que se passa diz sempre que está tudo bem. Até aqui podia pensar que estava a cagar em mim. Mas continua a querer marcar o café.

O que ela quis dizer com isto?
R: 20 / I: 1
Anons, tenho uma grande dúvida. O meu irmão de 11 anos está com uns problemas na escola porque um xungoso mais velho (mas ainda menor de idade) anda a bater-lhe e etc. Está bastante afectado e cheio de medo, e sinto-me muito mal por ele. Eu tenho 22 anos. Se eu bater no bully posso sofrer que tipo de repercussões legais? Sem recorrer a violência, o que posso fazer para o ajudar?
R: 10 / I: 0
Boas manolos,
É normal a minha namorada mostrar-me fotos de outras gajas e primeiro perguntar-me se são bonitas e a seguir a minha resposta perguntar se são mais giras que ela?
Ela também faz isso com partes do corpo, nomeadamente mamas e cus. E faz isto de forma recorrente.
R: 17 / I: 2
comiam a ex de um amigo vosso?
R: 17 / I: 0
Boas manos, preciso da vossa opinião neste assunto

Conheci uma gaja nas internets há para aí uns 6/7 meses e vamos nos encontrar no próximo mês. Falamos quase todos os dias, corre sempre tudo bem, gostamos um do outro, etc. O problema é que só falamos por mensagens, ou seja, nada me garante que seja mesmo ela.

Pontos que não me fazem pensar que seja catfish
>Já meteu várias fotos típicas de instagram, sempre da mesma rapariga (a reverse search não encontra resultados)
>Fala mesmo à gaja
>Nunca pediu nada (nudes, encontros e isso)

Pontos que me fazem pensar que é catfish
>Já procurei o nome dela no FB e IG e sem resultados para as fotos dela
>Nunca falou muito sobre ela
>O nome dela não consta na lista da dges para o curso que ela diz frequentar


Posto isto, qual é a probabilidade de chegar ao encontro e levar uma tareia de que não há memória de uns ciganos? Há probabilidade de chegar lá e ser uma gaja completamente diferente? Há alguma maneira de saber mais apenas com o nome?

Digam o que acham a um mano que fazia catfish e agora não consegue confiar em mais ninguém na internet.


cumps
R: 17 / I: 2
Boas /con/.

Tenho 20 anos. Nunca toquei nenhum instrumento. No entanto gostava de aprender baixo elétrico que é um instrumento que sempre gostei e que acho muito underrated.

Alguém aí me pode dar alguns conselhos? Equipamento, métodos de aprendizagem, etc etc
R: 11 / I: 2
Estou a acabar uma licenciatura, com sorte estudei 1 ano no estrangeiro de erasmus e tou agora a estagiar lá como programador. Nesse período virei super hiper mega ri-patriota e ceguei-me pelas forças militares, e pensei "Não, eu quero é ter uma formação científica e militar porque faz TOTIL a minha cena". Estudei arte e programação agora (tive ct's no secundário) mas já estou a dar o litro nos estudos do secundário e a treinar para tentar entrar em medicina na Escola Naval.

O meu pai já foi oficial de marinha mas já foi há muito tempo e já n sabe como as coisas funcionam (tem 65 e eu 19), disse que o ambiente de marinha já não é o que era, e tem medo que eu fique mal formado ou que o ensino não seja de jeito (nessa área) caso vá estudar para lá. Mas eu quero BUÉ para lá ir, IN THE NAVY é aqele arrepio, e stalkei bué o site e o facebook na net adorei tudo etc.

Acham que estou a perder algo em para lá ir estudar nesta área, caso consiga entrar? Claro que não me importaria de seguir um curso de Medicina normal, mas como já disse marinha é aquela paixão. Qual a vossa opinião sobre o estudo / a formação na Escola Naval? Obrigadjim pela atenssaum.
R: 15 / I: 3
Boas!
Namoro com uma rapariga há 3 anos, no inicio era tudo muito bonito, uma simples saída, num sitio simples, dava conversa para horas e carinhos, chamadas, conversa por mensagens, etc.
Agora, estamos os dois a tirar o mestrado e trabalhamos em part-time.
Só estamos juntos uma ou duas vezes por semana, no máximo, por causa dos horários.
E parece que a paixão morreu, já não temos tantas coisas em comum, quase não temos assunto, ela está sempre a mandar vir com coisas insignificantes, às vezes nem beijos quer, parece que já não somos nós.
Eu sempre tive bastante facilidade em socializar com o sexo oposto, tenho um grupo porreiro de amigas e tenho algumas colegas de faculdade a atirarem-se a mim. O que acaba por dificultar a minha situação, a minha fofinha, está constantemente com ciumes e recusa-se a falar com as minhas amigas.
Para além disso, nunca tivemos relações, porque ela acha que não está preparada, coisa que eu tinha com ex-namoradas.
Nos últimos meses, ela tem estado muito distante, só temos conversas mais longas quando acontece alguma coisa e ela precisa de apoio e de desabafar.
Já falamos sobre isto tudo e ela acha que está tudo bem, mas vai tentar falar mais, coisa que nunca aconteceu.

Eu gosto dela, mas não consigo arranjar uma solução para isto, o que faço /con/?
R: 5 / I: 1
Boas anons podem me dizer quais sao os melhores lugares para ter relaçoes neste nosso Portugal, Não quero casas nem carros nem hoteis quero lugares publicos
R: 4 / I: 0
O que é que dá mais trabalho e é mais bem pago?

>Sysadmin

>Programação
>Network admin
R: 9 / I: 1
Não sei se deveria postar isto aqui ou no /u/ mas cá vai.
Não estou satisfeito com a minha vida, não sei se conseguirei mudar mas pelo menos posso tentar.
Tenho 24 anos, este ano faço os 25 e não cheguei a ir para a universidade quando "devia", por escolha própria. Não porque era burro, nunca deixei nada em atraso para fazer no secundário.
Mas não quis ir para o secundário normal, quis ir para uma profissional para seguir para o mercado de trabalho mas nunca consegui na área em que tirei o curso.
Agora queria mais, não me sinto satisfeito.
Ainda vale a pena entrar para a universidade?
O problema é que também não sei bem o que tirar.
Não me importava de programar "quando fosse grande" mas também as bases que tinha quando acabei a escola (em 2010) já foram todas com o caralho, muito provavelmente. Também web developer era uma opção.
O que dá uma boa empregabilidade?
Tem algum conselho para mim anona?
Que curso tirar?
Ou vale mais deixar-me de merdas e ser um merdas parra o resto da vida a ganhar o ordenado mínimo?
R: 5 / I: 1
Segundo ano da universidade acho que estou a sentir algo por uma fofinha.
Alguém já teve uma relação durante a universidade?
tell me about it, pls
R: 3 / I: 0

Como saber se uma gaja está interessada em mim?

Eu sempre tive vários amigos, tanto gajos como gajas, mas nunca consegui arranjar fofinha. A culpa é pelo facto de eu nunca ter percebido os sinais das gajas para elas dizerem que estavam interessadas em mim, chegando até ao ponto é que alguns amigos meus informam-me que elas até queriam namorar, mas como eu não tinha feito nada presumiram que não estava interessado. A minha dúvida é como é que eu evito que isto continue a acontecer; Como é que eu sei se uma gaja está interessada em mim?
R: 8 / I: 3
Acabei com a fofinha há cerca de 5 meses atrás e nunca mais falámos nem soubemos nada um do outro.

Ainda penso nela todos os dias e gostava de voltar a falar com ela, nem que fosse para saber se ela está bem.

Como é que faço isto sem ser constrangedor?
R: 2 / I: 1
Melhores pizzarias no Porto?
R: 15 / I: 2
/con/as, engasguem-me no comprimido vermelho: as gajas quando perdem a virgindade deitam sangue sempre ou varia conforme o caso? Já apanhei dos dois casos mas confiar na palavra "virgem" quando sai da boca duma gaja é sempre um exercício de confiança muito difícil. Pelo que circula na opinião geral é que podem existir situações onde a gaja rompe o hímen sem ser preciso haver penetração, mas não me parece plausível que tanta gaja caia de cona e/ou pratique hipismo.
Pica não relatada.
R: 8 / I: 0
Vocês fariam um mfm:
- com a vossa gf e amigo
- com o vosso bf e amigo
- com o vosso casal amigo

2 anos de relacionamento do casal e da amizade, estamos na faculdade juntos. Dêm perspectivas dos 3 lados. Assumam que somos todos 6/10 pra cima e já é sendo modesto
R: 17 / I: 2
Preciso de ajuda.

Sou completamente autista no que toca a socializar com seres humanos, sair com um grupo de conhecidos já parece com pica relatada, quanto mais com gente que não conheço.

Quando tinha namorada ainda saía à noite mas era sempre aquele tipo estranho na discoteca que ficava parado num canto à espera de arranjar um pretexto para sair dali para fora.

Ontem recebi uma mensagem de uma rapariga que conheci através de uns amigos a perguntar se queria ir sair esta sexta à noite (amanhã) com ela e mais uns amigos (que eu nem sei quem ou quantos são), porque vai levar o carro e não quer ir sozinha até lá.

Eu quero ir mas sei que vai ser bastante constrangedor (estar constantemente calado, ficar petrificado enquanto os outros estão a dançar, etc), têm algumas dicas para ver se consigo não arruinar isto?

>dl;nl: vou sair à noite com gente que não conheço e sou autista, o que fazer?
R: 7 / I: 2
Porque é que sempre que começo a estabilizar um relacionamento com uma gaja, começo a implicar com merdas estúpidas tipo o facto dela ir ao 9gag?
R: 17 / I: 6
Olá /con/!
Vou contar a minha historia para poderem perceber melhor o que aconteceu, sou um gajo e só tive 2 namoradas na vida.
Só tive relações com uma delas e foram poucas vezes, ou seja, tenho pouca experiência.
Quando acabamos, fiquei fora do jogo durante 2 anos.
Pronto, já acabei de me humilhar.

Na sexta passada, tive uma festa em casa de um amigo meu, estava tudo a correr bastante bem.
Acabei por ir para o quarto com uma rapariga, com quem já andava a falar há uns tempos.
Vou entrar em pormenores, estávamos aos beijos, ainda tínhamos roupa, ela estava a usar umas calcas de tecido (calças finas) e começou a roçar-se na minha perna. E teve um orgasmo. Yep.
O resto não vale a pena contar, já sabem o que aconteceu.

Já perguntei a 3 amigas e elas dizem que nunca lhes aconteceu, (só de roupa interior já), sei que acontece no porno, mas aquilo é demasiado exagerado.

Acham que ela teve mesmo ou foi treta?
Isto deve parecer bastante estranho, mas fiquei curioso.
R: 2 / I: 0
ANONOS
Tenho que fazer um estágio em janeiro em colab com a faculdade na área da electrotecnia. Só me consigo lembrar da visteon e os sites de emprego que encontro são uma confusão. Alguém me safa uns nomes legítimos, quer por ouvir falar ou por ter trabalhado lá, de boas empresas?
Na margem sul sff
saudações académicas
R: 6 / I: 0
Olá danones, preciso [mais ou menos] da vossa ajuda.
Há um tempo atrás comecei a sentir-me muito mal a nível psicológico então decidi recorrer à ajuda de um psicólogo que, ao perceber o estado em que eu estava, chamou um médico e um psiquiatra e começaram a tratar a depressão que [supostamente] tenho/tinha.
Ao longo do tempo sempre disse [ao psicoterapeuta, família, amigos] que estava melhor porque, de facto, em relação ao que estado em que tinha estado anteriormente já estava melhor.
Mas a verdade é que estou a piorar outra vez. Não consigo falar disto com os meus amigos mais próximos ou mesmo família porque já sei o que me vai dizer. Falei apenas com uma pessoa, bastante próxima, provavelmente a pessoa que melhor conhece o meu "lado obscuro", por assim dizer. Essa pessoa diz que tem quase a certeza de que não tenho depressão mas que na verdade sou bipolar.
Sabem como distingo uma da outra? Limito-me a dizer ao psicólogo "Olha, acho que sou bipolar"?

Agradeço qualquer tipo de informação.
R: 10 / I: 0

O que fazer com essa gaja?

/con/hecidos

Conheci uma gaja casada e com um filho dessa relacao. A gaja tinha uma empresa, bens, um lar e merdas afins. Toda uma vida estruturada. Fez merda e o marido descobriu a merda toda. Deixou a. Ficou sem cheta nenhuma nem mesmo para sustentar o filho. Pediu me dinheiro para salvar lhe a empresa. Eu burro emprestei. Nunca chegou a pagar. Nem o vai fazer.
Sempre tratou me mal. A ponto de eu estar semanas sem saber nada dela. Dizia me varias vezes Nao ha nos, nao quero nada contigo, nao quero ver te. Chegou a por me fora quando fui ve la no trabalho dela tres vezes seguidas e estava sempre a dizer me: Nao venhas. Eu insistia mas me fui fartando de ser sempre o alvo dos pontapes dela. E fartei me. Virei o jogo e passei a ser eu a dar lhe desprezo, pragas e mas falas.
Entretanto as coisas pioraram para ela. Nao lhe resta dinheiro algum sequer para a agua e a luz. Entao vai dai que a puta decide "mudar". Comecou a tratar me bem. Mas eu fartei me.
Ela quer e precisa de dinheiro para as contas mais basicas senao tiram lhe o filho. Vai para o marido e os pais dele que a detestam.
Sei que tudo nela é falsidade. Nao consigo esquecer as palavras e as atitudes que teve para comigo nem os chutes que me deu. Mas sinto pena dela e do filho o qual ela nunca permitiu que eu conhecesse por dizer que ainda era demasiado cedo (?).
Nao quero dar lhe mais um centimo. Sei que vai perder a casa para as financas pois ja tem o valor do imi penhorado.
Que fazer meus caros?!
R: 7 / I: 0
Faz amanhã 1 mês que a minha ex-fofinha me deixou.

Façam-me sentir bem ou mal, qualquer coisa.
R: 9 / I: 0
/con/terrâneos, eis o q se passa
perdi o amor da minha vida para outra gaja e não sei o que fazer. ele era absolutamente apaixonado por mim e nada explica isto. já tínhamos a vida quase formada e ia ser tudo perfeito e agora foi como se me puxassem o tapete debaixo dos pés. para piorar, tenho que o ver todos os dias, porque as nossas vidas são as mesmas. não sei o que fazer e estou de rastos, eu fui traída por toda a gente com quem estive e ele prometeu-me que nunca me iria fazer passar por isso e afinal levei um chuto nos colhões metafóricos. como lidar com isto? nunca posso fugir
R: 5 / I: 1
/Con/ o que é que posso fazer para me tornar uma pessoa mais interessante e culta?

Vejo aqui vários anons a discutir politica, literatura e teorias e usar isso em argumentos.
Quando são temas que não percebo, não entro na discussão, mas gosto de ler alguns posts.
Os meus amigos, só falam de desporto (também gosto) e coisas do dia a dia.

Tem a ver com o curso ou assim?
R: 23 / I: 3

wat do

/Con/as, é o seguinte:
>relação com 3 anos
>já não sentir o mesmo
>ver que não há iniciativa dela na cama, tenho de ser sempre eu a começar
>não havia muito no inicio, mas pensei que fosse por timidez dela e que ao avançar na relação, ia melhorar
>não melhorou
>ela é bem mais gira que eu, é cobiçada por outros gajos (sei disso porque ela já me mostrou mensagens que lhe mandam para o fb)
>mesmo assim, já não sinto aquela atração que sentia antes
>relação está a começar a detereorar-se - um simples convite para um jantar de amigos dela é para mim uma seca
>quando estamos juntos já não sei o que fazer com ela nem a que sítios ir
>apesar disto tudo e daquela falta de vontade, ao mínimo problema ela treme-se toda e sinto-a totalmente dependente de mim
>desde o inicio da relação que lhe disse que não quero casar nem ter filhos, mas mesmo assim ela traz o assunto à baila e diz que é uma fase minha. No entanto, chora baba e ranho quando lhe repito que a minha posição se mantém

que fazer? sei que é fácil dizer "essa relação já era, avança para outra coisa" mas quem já esteve numa relação assim tão longa sabe que não é assim tão fácil por haver mais coisas à mistura
R: 8 / I: 0
Anons, como lidar com o facto de ninguém gostar realmente de nós? Tenho amigos mas sou sempre eu a ir falar com eles, muito raramente são eles a começar uma conversa comigo e nunca sentem a minha falta. Também tenho família mas eles só se dão comigo porque somos familiares, acho que ninguém na minha família gosta de estar comigo.

Eu sei que a minha personalidade é uma merda, mal consigo fazer amigos novos ou pessoas que queiram falar comigo, apenas quero saber como lidar com isto sem ficar muito deprimido porque mudar de personalidade não é propriamente uma tarefa concretizável (já tentei).
R: 7 / I: 1
Já tenho tinder há uns dias, e zero matches. O que é que isto diz sobre mim?

Atentar que a foto deste fio não é minha.
R: 14 / I: 3
Boas danones, preciso de opiniões no seguinte tópico. Sendo mais um skinhead kid (antifa) que viaja de transportes públicos, deparei-me com a necessidade de utilizar o tempo que perco no meu habitual meio de transporte para ler um livro de caracter obrigatório para o primeiro semestre. Mas este não é qualquer tipo de livro, este livro tem como temática a 2ªGG. A escolha com que me deparei foi então a que já calculam. Será melhor usar uma capa no livro, não o ler de todo, queimar a capa ou ignorar o facto de que me possam julgar erradamente?
Star shooting away the advices pls!
R: 7 / I: 1

Perder gordura acumulada

Boas, anões, venho requisitar a vossa sabedoria.
O que acham da ideia de jejuar?
Já li algures, outrora, sobre os seus benefícios, como aumentar naturalmente os níveis de testosterona e queimar gorduras. No entanto, a questão é que almejo perder a alguma gordura que tenho acumulada na zona das coxas e da barriga.
Sim, eu sei que devia fazer desporto, mas tenho estrias, e estar a fazer desporto dar-me-ia ainda mais estrias, como aconteceu há algum tempo.

Se puderem dar a vossa opinião, agradeço.
Se for sobre jejuar, ainda melhor.
R: 17 / I: 2
Boas pessoal!
Namoro com uma rapariga há 3 anos, sempre tivemos uma relação equilibrada e estável, tudo normal.
Eu estudo e trabalho (desde Junho), ela só estuda, nenhum de nós tem casa própria ou carro.

Por termos horários incompatíveis torna-se muito difícil estarmos juntos, só saímos à sexta à noite e ao domingo. Mesmo assim, tentamos falar todos os dias por mensagem e chamada.

Eu gostava mesmo dela, mas ultimamente estamos cada vez mais distantes, parece que já não há o clique, não vos sei explicar muito bem…
Ando sempre cansado, muitas vezes nem me apetece sair.

Já alguém passou por isto?
Não quero acabar com ela, mas também não gosta da nossa relação atual.
R: 12 / I: 4
Olá con, tudo fixe?


Ultimamente tenho feito alguns dinheiros e acho um absurdo tê-lo que guardar em casa por isso pergunto qual é o melhor banco (na vossa opinião) para abrir uma conta sem comissão e pôr lá o dinheiro. E claro, que esteja seguro. Queria criar uma conta para indo lá pondo e mexendo de vez em quando.

E contas a prazo? (acho que é assim que se chama)

Tomem OC
>pica relatada
R: 24 / I: 5

foda-se o autismo

boas danoninhos, como é que estão?

eu venho por este meio recorrer ao vosso auxilio pois já nao sei o que fazer.
eu tenho um irmao pequeno que tem autismo tal como vocês, portanto agarra-se sempre demais a certas coisas.
agora anda numa fase de ver esse tal de wuant (youtuber) 24/7. ve os videos, repete esses mesmos videos e o ciclo continua. está cada vez mais retardadinho da tola e com isto aprendeu só a dizer asneiras e merda…
gostava de fazer com que ele parasse antes que causasse ainda mais danos cerebrais, pois brevemente vou deixar de ter ter tanto contacto com o miudo e os pais estão a borrifar-se.
ja tentei falar com ele durante várias semanas (lentamente) mas nada de efeitos positivos

ps: tirar telemovel nao é soluçao pois ele é um coitadinho e arranja telemoveis emprestados de boa
R: 16 / I: 2
Entrei na Universidade neste ano, um pouco à "cega" e com praticamente nenhuma perspectiva positiva no que tocava a fazer amizades. Estava à espera de ficar bastante isolado, até, apesar de ter entrado para uma Universidade na minha cidade natal. São pensamentos consequentes do meu percurso de vida até hoje.
Mas acontece que eu até tive sorte e fiquei numa turma com bastante pessoal porreiro que, acho eu, notaram que sou retardado social, e fazem questão de me integrar nos grupos de conversa e tal.
Em particular, uma rapariga da minha turma capturou bastante a minha atenção. Por coincidência, ela está a morar literalmente do outro lado da rua, por tanto até agora temos caminhado para casa juntos, mas juntamente com mais pessoas, que vão ficando pelo caminho..
Vou à parte que interessa: eu não tenho experiência nenhuma no que toca a relações e a falar com raparigas continuo a ter dificuldades. Nunca namorei, de certo não por falta de tentativas a ter alguma relação, mas talvez mais por pura incompetência.
Como prossigo com isto, tendo em conta que está na minha turma e mora logo ao lado de mim? Quando é que seria a altura indicada para lhe perguntar se quer caminhar até à escola de manhã comigo? E a seguir a isso, que faço?