[ * ] [ c / des / n / t / u ] [ int / luso ] [ b / con / pol / xxx ] [ meta ] [ info / regras / notícias / https / git ]

/b/ - Aleatório

Email
Subject
Comment
File
Embed
Password(For file deletion.)

Allowed file types: jpg, jpeg, bmp, gif, png, webm
Max filesize: 10 MB.
Max dimensions: 10000 x 10000.


File: 1528567330820.jpg (53.07 KB, 590x350, meghan-markle-prince-harry….jpg) ImgOps Exif Google

503d8 No.99955[Last 50 Posts]

Será que nós, homens, sentimo-nos pior com o facto delas terem tido outros homens na vida delas?

Como lidam com o passado da vossa actual companheira? Quantos 'ex' são muitos 'ex'? Não pensam nisso? Não pensam que pode estar convosco mas ter saudades do passado?

Há dias passava por uma gaja que estava acompanhada do namorado e reparei que ela 'arrastava' os olhos para outro que passava pela rua. Estava a ver aquilo e a pensar que as gajas hoje em dia são piores que nós, homens. Parece que andam sempre a fazer estágios para outra coisa melhor a qualquer altura.

A partir de quando é que as gajas passaram a tomar o controlo das relações?

Pessoalmente, não gosto muito de uma gaja que tenha tido um enorme 'CV emocional'. Começo logo a pensar em merdas. Sobretudo quando se está com ela e encontra um ex algures.

Foda-se, a moralidade é fodida.

12333 No.99956

>>99955
para mim 1 ex é demasiado. acho que vou ficar virgínio para sempre. cumps

b6679 No.99958

nao sei e agora?

e41a0 No.99959

File: 1528567944683.jpg (102.42 KB, 500x515, bba02ab5b4665dc311fea83999….jpg) ImgOps Exif Google

Sinceramente não ligo. O problema é mesmo este:

>Começo logo a pensar em merdas


Gajas com o "muita experiência" tendem a cagar na relação com mais facilidade por isso é logo uma red flag se te quiseres investir emocionalmente (e monetariamente).

> Sobretudo quando se está com ela e encontra um ex algures.


Desde que não combinem cafés com o ex e afins não vejo problema. Quando ela começa a falar com gajos/exs sem assunto ou razão aparente é porque estás a levar um par de cornos ou estás em vias de levar.

Também depende do que consideras "muitos". É mais grave uma gaja ter tido muitas "curtes" e afins do que muitos namorados na minha opinião.

Pensa assim. Quantas gajas já tivestes tu?

1bcc0 No.99961

As gajas provavelmente também pensam nas ex dos gajos com quem estão.

34510 No.99971

>>99961
no meu caso sou virgem, já estou legitimado a pensar da maneira do OP? Deve ser uma maravilha estares numa relação onde uma gaja já chupou a pila a um gajo e beijar-te ou então foderes uma cona onde já esteve um gajo lá. Inconscientemente, a maioria dos homens não passam de paneleiros que gostam de comida reciclada e usada por outros homens.

e41a0 No.99972

>>99971

Se és mesmo virgem a pensares assim nunca vais chegar a lado nenhum. As raparigas são a mesma merda que os homens se não pior. Pensa assim. Se ela te sacar um bico também nunca mais lhe dás um beijo?

34510 No.99973

>>99972
se é o meu caralho não há problema, digo mais, ela podia ficar a chupar-me horas e horas a fio, que depois até a lingua lhe lambia. O problema está em alguem ter lá estado antes.

> As raparigas são a mesma merda que os homens se não pior


nao percebi

a332e No.99974

>este fio
>No /b/

O que poderia correr mal?

1bcc0 No.99975

>>99974
>O que poderia correr mal?

Já tenho as pipocas prontas.

8eb8e No.99977

>Não perder a virgindade com uma fofinha no 10ºano.
>Boa sorte, queridos.

e41a0 No.99980

>>99973

Já nem sei o que queria dizer com essa frase. Basicamente essas preocupações são algo típico de virginios. A não ser que a gaja em questão seja a mais rodada do bairro e haja fortes indícios de DSTs eu não me preocupava. Nenhuma donzela vai estar à espera que tu lhe tires a virgindade num altar como nos filmes. Trata de comer uma gaja (se isso te incomodar) para deixares de ser atadinho e depois logo tiras as tuas conclusões. Trata as gajas como seres humanos e vais ver que compensa.

34510 No.99982

>>99977
>Nenhuma donzela vai estar à espera que tu lhe tires a virgindade num altar como nos filmes

pois não, isto é mais o ideal para mim, solução final
http://www.dailymail.co.uk/news/article-1300561/Natascha-Kampuschs-kidnapper-Wolfgang-Priklopil-wanted-untouched-virgin.html

c6c58 No.100004

File: 1528573507642.png (261.76 KB, 614x716, 1488067616267.png) ImgOps Google

>>99956
ISTO!

— mas —

>d e s i

>r o n i
>c a m e
>n t e !

e41a0 No.100007

File: 1528574553576.jpg (57.79 KB, 526x720, cc053baf2e666fd7f5bf311081….jpg) ImgOps Exif Google

>>100004

Por isso é que postas lolis 2d? não julgo estou só a perguntar. Eu também gosto

c6c58 No.100010

File: 1528574977680.gif (1.72 MB, 425x500, 1525403306782.gif) ImgOps Google

>>100007
Se essa é a tua panca, posta a tua panca. Os meus interesses são outros.

e41a0 No.100012

File: 1528575351056.png (240.31 KB, 640x480, 1445286530608-0.png) ImgOps Google

>>100010

Explica-me então os teus interesses. Assumo que como gostes de bolo 2d também vejas as mulheres como meros objectos que têm de estar "puros" para a tua satisfação. És virgem?

Eu não tenho panca nenhuma. Eu gosto de virgens. Apenas sou realista

d8b86 No.100019

File: 1528577139381.png (1.89 MB, 1460x663, 200067996.png) ImgOps Google


503d8 No.100020

>>100019

Daddy's little girl ain't a girl no more

0e614 No.100021

>>99955
>Parece que andam sempre a fazer estágios para outra coisa melhor a qualquer altura.
É por isto que o casamento era uma coisa obrigatória quando religião era lei. As mulheres nunca deixam de ser crianças sem sentido de responsabilidade.

1b1f3 No.100023

File: 1528581466826.png (1.15 KB, 168x28, Screenshot_1.png) ImgOps Google


adbe1 No.100024

Não percebo o problema que vocês têm com isto.
Quando a fofinha me saca um bico também está a pôr a boca num sítio que já esteve dentro do cu de umas poucas. Desde que não seja uma verdadeira galdéria que já fodeu meia aldeia, por mim tudo bem.
Aliás, se nunca estive com a gaja, para mim é a estrear.

12333 No.100025

>>100004
Não estava a ser irónico :)

12333 No.100026

>>100012
Real Kanojo

12333 No.100027

>>100023
eu_nvrl

adbe1 No.100029

>>99980
>Trata as gajas como seres humanos
Estás no bê, não vês a quantidade de postas diárias que se resumem a "tudo potas"?
Com estes gajos não vale a pena.

e41a0 No.100031

>>100029

Não tirando razão ao facto de haver muitas potas, porque há. Mas também há para ai muito cabrão que ninguém se preocupa em referir porque "muh redpill". E isto é a opinião de um gajo que sempre teve dificuldade em sacar (se é que alguma vez saquei). Apenas fui conhecendo mulheres na minha vida que me fizeram ver o outro lado da moeda.

Gente de merda há dos dois lados, os virginios escolhem sempre as rainhas do insta e os canhões por causa do amor platónico dos animes e depois claro que recebem uma dose de realidade (e superficialidade).

Tenho amigos que não falta muito para os 30 e ainda não o molharam porque querem a mais boa da cidade. E não é por falta de oferta do sexo oposto.

adbe1 No.100035

>>100031
Isso da superficialidade é relativo, já saíram uns estudos que sugeriam que procuramos sempre alguém "da nossa liga". Ou seja, somos todos superficiais porque queremos algo que percepcionamos como ao nosso alcance, só depois é que entram as questões de personalidade e etc.
É também por isto que esses redpilados se dão mal, têm sempre um qualquer complexo de superioridade e depois fodem-se prontamente.
É também por isto que as gajas mais boas acabam com os gajos mais chad, etc etc.
Os virginios provavelmente sentem-se frustrados com isto, querem a rainha do baile mas são uns inseguros que largam o esparguete à primeira.

e7631 No.100037

Boas, nunca tive namorada nem nunca fodi. Por isso não tenho esses problemas.

cumps

1bcc0 No.100041

>>100035

Uma coisa que eu nunca percebi foi porque é que as pessoas só querem alguém dentro da "liga" delas e não necessariamente alguém com quem simpatizem realmente. Acho que muitas vezes as pessoas escolhem as pessoas com quem estão mais pelo que os outros pensam do que se gostam realmente da pessoa ou não.

e41a0 No.100044

>>100035

>somos todos superficiais porque queremos algo que percepcionamos como ao nosso alcance

Óbvio que primeiro entra a questão da atracção sexual. Se há ligação mas não há atracção sexual então é amizade. Isso das ligas é muito relativo e não dá para medir. Qual é a minha liga? Sou um gajo feio mas já papei gajas milhas acima das minhas expectativas e já vi autenticas misturas de gajas lindas a comerem cancros. Como explicas isso? Ou se calhar sou eu que não tenho percepção nenhuma do que é um homem atraente.

>É também por isto que esses redpilados se dão mal, têm sempre um qualquer complexo de superioridade e depois fodem-se prontamente

Acho que há alguma "verdade" na cena do redpill. Apenas se perde no meio de todos os complexos e projecções que o pessoal tem. Para alem de ser uma forma de pensar que proporciona infelicidade na relação

>É também por isto que as gajas mais boas acabam com os gajos mais chad, etc etc.

Eu diria as gajas mais superficiais. E estas a dizer algo sem um prova estatística. As rainhas do face/insta são uma pequena amostra no entanto são o que o pessoal mais vê

>Os virginios provavelmente sentem-se frustrados com isto, querem a rainha do baile mas são uns inseguros que largam o esparguete à primeira.

Eu acho que é um bocado isto. Mas também há muita gaja nojenta que quer os chads mais lindos e depois também são umas frustradas de primeira. Impressionante.

Quem me dera que a cena das ligas fosse verdade. Assim era cada macaco no seu galho e não havia cá confusões. era um mundo melhor

>alguém dentro da "liga" delas e não necessariamente alguém com quem simpatizem realmente

Nem sei bem o que queres dizer com isto. Ainda estou para descobrir a minha liga.

>Acho que muitas vezes as pessoas escolhem as pessoas com quem estão mais pelo que os outros pensam do que se gostam realmente da pessoa ou não.

Isto sim acontece bastante

9544b No.100045

>>100037
eu não fodo nada há 2 meses, andei até agora a ver os arraiais em Lixoboa, mas as gajas todas ou tem cavaleiro ou andam á procura de pila preta. cumps

a7533 No.100048

>>100044
Este post todo
Achei a anona

Queres namorar comigo?

e41a0 No.100049

>>100048

És o segundo anão hoje que acha que sou um gaja. Que se passa?

1bcc0 No.100051

>>100044
>Nem sei bem o que queres dizer com isto. Ainda estou para descobrir a minha liga.

O que eu quis dizer foi, nunca gostaste de uma gaja que apesar de não ser feia, não é necessariamente particularmente atraente, e o gosto que tu tens por ela não é uma coisa sexual (tipo o gajo das gordas e da Plain Jane), mas simplesmente gostas dela e o resto surge daí?

Eu já, mas oiço muitos poucos gajos a dizerem isso. Muito menos estes virgínios. Parece que tem sempre de haver aquela coisa física para se dignarem sequer a falar com elas. Eu pelo meu lado não confundo as coisas.

>>100049
>És o segundo anão hoje que acha que sou um gaja. Que se passa?

Por algum motivo o ptchan anda desconfiado que existem gajas aqui e já estão todos excitados com essa possibilidade.

a7533 No.100052

File: 1528589822859.jpg (26.55 KB, 250x250, xx.jpg) ImgOps Exif Google

>>100049
(pica relatada) bro
>>100051
> gajas aqui
náh!, Duvidar…

e41a0 No.100054

>>100051

>e o gosto que tu tens por ela não é uma coisa sexual (tipo o gajo das gordas e da Plain Jane), mas simplesmente gostas dela e o resto surge daí?

Sim MAS tem sempre de haver alguma atracção. Pode até não ser sexual ao inicio mas há sempre qualquer coisa que te atrai para aquela pessoa. Nem que seja meio subconsciente

>Parece que tem sempre de haver aquela coisa física para se dignarem sequer a falar com elas.

Isso é parvo. É sempre bom conhecer gente nova.

>Por algum motivo o ptchan anda desconfiado que existem gajas aqui e já estão todos excitados com essa possibilidade.

Depois descobrem que são gordinhas e só CG é que aproveita

77275 No.100097

sou cuck com orgulho, aliás, já vi a minha atual a ser comida por outro. vim-me todo, adorei!

77275 No.100098

são fetiches, respeitem.

fd57d No.100099

>>100097
és simplesmente corno manso a tua fofinha agradece tem alguém que a fode como homem e tem-te a ti para pagar as contas

995bd No.100101

File: 1528630483828.jpg (111.25 KB, 410x520, 1511657952134.jpg) ImgOps Exif Google

>>100031
>por causa do amor platónico dos animes
Não percebo se estás na puta do gozo ou se acreditas nas baboseiras que teclas. É claro que existe uma idealização no anime e que não é saudável nem correcto transpo-lo para a vida real. Todavia, e falando por mim, este é um mundo degenerado em que estão todos muito entretidos em querer bater carninhas e esporrar esporrinhas. Nojento. Eu já tive as minhas relações, se boas ou mais pouco interessa, mas já estou numa fase da minha vida em que queria uma mulher para casar e ter filhos, alguém que fosse pura e inocente e que não tivesse rebentado o conta-quilómetros de piça. Nem tem nada que ver com ser a gaja mais boa ou a puta que o pariu, tem que ver com puta de moralidade e reconhecer que somos mais do que animais à procura da próxima oportunidade para dançar o despacito horizontal. E sabes?, eu até compreendo que esta não seja uma expectativa realista (ou saudável!) nos dias de hoje, mas se a minha opção é refundir no esgoto à procura do menos mau só porque estão todos à procura de todas as coisas erradas, então mais vale eu resignar-me ao meu celibato voluntário como agora faço. Foder está sobrevalorizado. Mas sabes o que não está sobrevalorizado? Família e arranjar companhia para a velhice.

Se te sentes maior e melhor a culpar o anime, isso é só contigo, amigo meu. Eu digo que a sociedade é doente e que sinceramente não quero lidar com isso.

02cc0 No.100102

>>99955

->Homens que se sentem assim são bananas inseguros que tem medo de aceitar a realidade que podem não ter sido os melhores parceiros sexuais das suas fofinhas

->Comer muitos gajos não faz de uma gaja puta, e só espero que apanhem uma virgem manipuladora, e depois contem-me que tal vai a vida de cucos

->Cuidado na mesma com raparigas que tiveram montes de namorados. Ou não sabem escolher, ou são uma merda.

f835a No.100103

File: 1528633515232.jpg (89.56 KB, 1024x737, depositphotos_93817920-sto….jpg) ImgOps Exif Google

* ajeita os óculos no nariz enquanto brinca com a caneta que antes tinha sido usada para tirar apontamentos durante a consulta *

Qual a razão para quereres saber o passado da mulher com quem estás agora? É para a conheceres e aprenderes mais sobre a forma de ser dela, ou por uma questão de insegurança? E queres saber o número de namorados ou de gajos com quem fodeu? Preferes que ela seja sincera ou te minta para corresponder à fantasia que tens dela? Gostas das fodas com ela e achas que ela te fodia assim se antes não tivesse fodido com outros?

Vou falar do meu caso… Não sei todo o passado da minha Maria, mas desde que a conheci, ela esteve em 2 relações até ficarmos juntos. Ela sabe o mesmo de mim e que eu e uma grande amiga dela estivemos juntos umas noites. Suponho que ela pense o mesmo que eu: não interessa o passado, somos felizes por estarmos agora um com o outro.

É normal teres algum ciúme dos ex da tua Maria porque ela vai ter lembranças ótimas deles, do tempo que esteve com eles, das experiências que viveu com eles. Mas também vai ter as péssimas que levaram ao fim da relação. Agora tu e ela vão criar essas novas experiências, idealmente mais das boas do que das outras. Não te ponhas é a julgá-la por gostar das memórias felizes que viveu antes,ou tu também ignoras as ótimas férias que passaste com a tua ex em Barcelona, ou aqueles 4 dias com a tua segunda namorada quando tinham 20 anos em que ficaram fechados na tua casa só a foder, ou ainda da primeira pessoa fora da tua família a cozinhar para ti com amor e a introduzir-te ao fantástico mundo da tosta além da mista e agora sempre que comes uma tosta mesmo boa te lembras da Rita? Queres q ela não tenha vivido isto tudo até ter estado contigo porquê? Quantas coisas acertas e consegues dominar à primeira? Quase nenhuma. Por que é que nas relações teria de ser ao contrário, ainda para mais quando a grande maioria das pessoas tem o primeiro namoro numa idade em que estão com as hormonas nos máximos e vivem cada sentimento como se fosse a coisa mais intensa do mundo?

E vais mesmo refilar com isso de olhar para outras pessoas? A cena mais cliché em toda a história do ciúme, desde romances ao cinema, porque vão na rua e o homem delas olha para a mamalhuda q passou por eles… Dão-lhe uma palmada no ombro e dizem "pa queque tás a olhar pr'aquela oferecida, que grande ordinária" e o resto da viagem para casa é o gajo a tentar explicar-se à mulher que nem olha para ele.

As gajas sempre tiveram o controlo das relações. Tu antes tinhas que ter um trabalho bom capaz de sustentar uma família para arranjares uma mulher, elas antes (e hoje) tinham de ser mulher para arranjar um homem. Numa relação tu fodes quando ela quer ou quando ela aceita.


Espero que a sessão de hoje tenha sido esclarecedora, vemo-nos para a semana?

* tira os óculos alheado aos reais problemas da pessoa que tem à sua frente enquanto pensa em como é fácil levar a vida q leva ao cobrar dezenas de euros para debitar senso comum durante um hora *

995bd No.100109

File: 1528634259878.jpg (82.62 KB, 302x389, 1512917679473.jpg) ImgOps Exif Google

>>100103
O teu "senso-comum" tresanda, maninho. Convenceram-te da normalidade da anormalidade e aqui estás tu. Entretanto, está mais que comprovada a correlação positiva entre parceiros sexuais e a taxa de divórcio crescente.

Mas claro, volta lá para a semana para espalhares a tua sabedoria iluminada, maninho.

f835a No.100115

File: 1528638052930.jpg (47.03 KB, 770x200, cropped-the-psychologist1.jpg) ImgOps Exif Google

>>100109
Mas qual anormalidade? De ter namoros na adolescência e início da idade adulta?
Isso é o mais normal que há, em espaços rurais ou citadinos, tenhas crescido em meios pobres ou ricos, sejas homem ou mulher, hoje ou há 500 anos.

>correlação positiva entre parceiros sexuais e a taxa de divórcio crescente

Está mesmo assim tão comprovado? Verificam-se taxas semelhantes em diferentes países ao longo dos anos, acompanhando a explosão dos casos de divórcios de cada país? Afeta mais mulheres ou homens? De qualquer das formas, e assumindo que esteja relacionado (e se te deixares seriamente afetar pelas perguntas do OP provavelmente estás a falar com um advogado no minuto a seguir a teres tido essa conversa com a tua Maria), estás só focado num dos aspetos de seres um adulto que teve sexo com várias pessoas e a tentar explicar um processo como o falhanço de um casamento com o número de pessoas com quem fodeste antes de casar.

995bd No.100120

File: 1528640431265.jpg (42.76 KB, 493x449, 1490624422294.jpg) ImgOps Exif Google

>>100115
O meu problema não são namoricos, isso é uma expressão normal e saudável da nossa biologia. Apenas acho esquisito que quem alegue (correctamente) a naturalidade destas coisas e as fundamente muito bem nas matérias de ciência que nelas se debruçam ignora, pois, a mesma natureza que dotou a nossa criatura fêmea de um selo de garantia e qualidade sob a forma do hímen, nenhum outro animal na selva poderia se gabar de uma tal coisa… até porque não possui uma consciência capaz de reconhecê-la ou prezá-la, outro aspecto convenientemente esquecido de quem tece essas considerações, pois o Sr. Gato pouco se importa de quantos parceiros teve a Sr.ª Gata quando ambos só sabem contar até miau. Portanto quando tu que tentas convencer-me a mim e a quem te lê neste newsletter de amigos do priolo que a tua anormalidade é perfeitamente normal convém, claro, esquecer todas as expressões culturais e todo o culto em volta da virgindade em todas a sociedades (monogâmicas!) de sucesso à volta do mundo de Portugal até ao Japão. Pareces o Churchill quando declara que o ouro é um relíquia bárbara, a virgindade só pode ser coisa do passado, muito antiquadozinho, hoje em dia só sabemos que fruta é a nossa depois de teremos experimentado o mercado inteiro. Não sabias? Tu és só carninha e esporrinha, anão, e tu só vives uma vez! Não há volta a dar portanto bate as carninhas todas que puderes antes de fechares os olhos, sexo existe apenas para o teu prazer!, usa borrachinha (agora aprovada pelo Vaticano™) e não te esqueças de te registares no Tinder™ para maximizares o batimento de carnes por minuto! Mentalidade animal, mano… asqueroso, indigno, de clara pequenez mental e desesperadamente míope.

Se eu soo ressabiado, olha, provavelmente estou. E que fique claro que eu não tenho nada contra a felicidade de quem quer que seja. Viver é fodido e encontrar um fragmento luminoso de felicidade é um bem tão precioso que quem sou eu e com que descaramento alguma vez criticaria isto? Apenas chateia-me a tua arrogância de achares que vivemos nalgum género de pico civilizacional quando nada desta degeneração me parece nem natural nem aceitável. E vê, se calhar o problema sou eu, mas puta que pariu Sr.s Psicólogos do pêtêxã que têm as respostas facciosas e muito correctinhas e concordáveis na puta da ponta da língua.

a332e No.100121

>este fio

>eu tenho razão

>não eu é que tenho
>não eu é que tenho
>não eu é que tenho
>não eu é que tenho

08b50 No.100156

File: 1528656414426.jpg (1.01 MB, 1170x1500, oquetuqueres.jpg) ImgOps Exif Google

>>100101

>mas já estou numa fase da minha vida em que queria uma mulher para casar e ter filhos, alguém que fosse pura e inocente

És um hipócrita então e um bocado ingénuo. Achas que para uma mulher ser boa esposa tem de ser virgem e pura? O que tu queres é uma loli (mais uma vez a provar aquilo que disse) e não uma mulher de verdade. Ser "pura" ou não, não impede alguém de ser um bom marido/mulher e ainda por cima tu admites que já tiveste relações. E tu não és puro porque?

>e que não tivesse rebentado o conta-quilómetros de piça

Uma coisa é uma puta que vai a uma festa e come 20 outra é uma rapariga que já teve algumas relações que correram mal por alguma razão (que é perfeitamente normal e a coisa mais comum de sempre) mas nunca mostrou sinais de querer trair nem ser badalhoca.

>Nem tem nada que ver com ser a gaja mais boa ou a puta que o pariu

Há imensas gajas atadas. Porque não tentas conhecer uma.

>tem que ver com puta de moralidade e reconhecer que somos mais do que animais à procura da próxima oportunidade para dançar o despacito horizontal

Querer fazer sexo não implica que tenha de ser puta. Pode fazer sexo exclusivamente contigo. É para isso que é tua mulher.

>eu até compreendo que esta não seja uma expectativa realista (ou saudável!) nos dias de hoje

Nem é isso que estou a criticar. É mesmo tu estares a obcecar com uma coisa que pouco ou nada influencia uma relação.

>Família e arranjar companhia para a velhice

Mais uma vez. Estás a projectar as tuas inseguranças nas mulheres. Uma mulher pode perfeitamente ter tido relações e ainda querer passar o resto da vida contigo. Tal como os homens, as mulheres não são todas iguais.

Posso concordar que há certas coisas que demonstram a personalidade de uma pessoa. Uma gaja que vai a uma festa e corre os gajos todos demonstra muita coisa.

>Se te sentes maior e melhor a culpar o anime, isso é só contigo, amigo meu. Eu digo que a sociedade é doente e que sinceramente não quero lidar com isso.

Sempre foi. és virgem já agora?

995bd No.100163

File: 1528660278870.jpg (476.15 KB, 2000x1600, 1523846258642.jpg) ImgOps Exif Google

>>100156
>hipócrita
>ingénuo
>misógino
>o que tu queres sei eu
>queres lolix
>estás a projectar
>és virgem? xDDD
Posta de qualidade, anão. Eu nem sei se te responda sinceramente ou não mas quase que me sinto obrigado a fazê-lo depois de teres escrito tanto, independentemente ser merda ou não. Podes fazer as especulações que tu quiseres, todos nós projectamos as nossas experiências quando discutimos uma coisa, mas não te vou confirmar coisa nenhuma quando estás claramente naquilo que na minha terra se chama puta do gozo. Portanto, se és feliz na tua cabeça a pensar que eu sou virgem, seja feita a tua vontade, mas apenas te digo que tu és o género de pessoa que insinua virgindade como um insulto; és, portanto, a típica pessoa moderna, logo a tua cegueira a este teu traço tão moderno de personalidade não só não surpreende como, francamente, já era mais do que esperado.

>ah, mas a gaja não é puta, ela só tem meia dúzia de quilómetros e deu um beijinho de chapa na parede mas já foi à fábrica para arranjar e voltou como nova

Muito bem, azares acontecem, não me chateia propriamente as pessoas andarem a foder. Penso que não expressei o meu ponto de vista bem o suficiente. O que tu chamas "algumas relações falhadas" eu chamo a morte do comprometimento e isto vale para todos os lados, quer para homens quer para mulheres. Deslocou-se a responsabilidade de absteres-te de certos comportamentos pois terias que te agarrar aos colhões e fazeres-te homem de família para "não te esqueças de usar preservativo/tomar a pílula/abortar". Sexo deixou de ser as portas para a família para algo que fazes para te distrair.

Entretanto o mercado sexual, livre de incumbências e restrições, tende agora paulatinamente a conformar-se a distribuições de Pareto e isto parece-te normal e aceitável. Mas não obstante a previsibilidade do fenómeno, fingem-se jornalistas e demais normalóides muito espantados com o surgimento de INCELs e escumalha afim, espalham sal na ferida e fomentam ainda mais divisão social ao publicarem opiniões míopes e inflamatórias sobre "o problema da virgindade".

>ah e tal mas a sociedade sempre foi doenteeee xD

Tretas. Se dormes melhor à noite ao te convenceres dessas mentiras, amigo, que durmas o teu bom soninho. Mas não passes por facto aquilo que nunca foi. Historicamente, civilizações sem real contacto umas com as outras chegaram autonomamente à conclusão de que a virgindade era algo venerável e um traço desejável numa mulher, extrai daqui as conclusões que quiseres. O paradigma só mudou com o advento do contraceptivo e a liberalização sexual, este é um fenómeno relativamente recente e tu estás a justificar a normalidade de tudo isto predicando o teu argumento na subjectivíssima satisfação que o status quo inspira em ti, portanto queres mesmo falar em projecções?


O que eu disse ao outro anão, digo-te a ti também: sê feliz. Mas não me ridicularizes por ter chegado à conclusão de que este é o mundo palhaço e que eu não estou para jogar este jogo. A pílula mais difícil de engolir é que o Ted Kaczynski tinha razão.

5cc3c No.100171

>>100163
Não o anon a quem estás a responder, mas a única pessoa que parece estar a gozar aqui és tu.

Mas bom bait, se for esse o caso.

19868 No.100172

File: 1528667495542.jpg (108.53 KB, 800x1200, A51.jpg) ImgOps Exif Google

Já comi muitas gaja com namorado, já tive oportunidade com algumas outras e neste momento estou numa relação adúltera de 2 anos com uma fofinha que vive com o namorado há 8 anos e eu sei que nestes dois anos ela fodeu de longe muito mais comigo do que com ele; encontrámo-nos várias vezes por semana e NINGUÉM faz a mais puta da pálida ideia que andamos a foder forte e feio.

O que eu estou a fazer não é assim tão incomum, o meu antigo colega de trabalho que toda a gente olha para ele e diz que é boa pessoa também andou a pitar várias gajas de erasmus para quem ele alugava a casa, muitas delas com namorado na terra delas.

Uma coisa nestas histórias é certa: O corno é sempre o último a saber, isto é quando sabe, porque quem trai fica bem caladinho se for minimamente inteligente. E não importa se a pessoa em questão tem ou não tem um grande CV, a rapariga com quem estou só teve 2 namorados… e mesmo que uma pessoa não tenha tido nenhum namorado na vida isto não é um indicador de nada pois toda a gente que mete cornos em algum ponto da vida não tinha tido nenhum namorado.

A conclusão à que eu cheguei no meio disto tudo é que se eu um dia resolver ter um relacionamento sério, não vale a pena stressar se ando a levar com cornos ou não pois se eu tiver de levar vou levar e nunca irei descobrir. Por vezes a ideia assusta-me mas penso que mais vale libertarmo-nos deste tipo de pensamento e focarmos nas coisas positivas da vida do que andar a stressar com coisas que estão totalmente fora do nosso controlo.

08b50 No.100174

File: 1528668082331.jpg (160.52 KB, 700x1040, isto.jpg) ImgOps Exif Google

>>100163

>se és feliz na tua cabeça a pensar que eu sou virgem, seja feita a tua vontade, mas apenas te digo que tu és o género de pessoa que insinua virgindade como um insulto

Não sou nem quero saber. Eu também fui virgem uns largos anos. Apenas tens a opinião de alguém inexperiente. Desculpa se passei a mensagem errada. De qualquer das formas não respondeste à minha pergunta portanto vou supor que és "inexperiente"

>mas já foi à fábrica para arranjar e voltou como nova

Mais uma vez este ponto de vista de que as mulheres são tipo um objecto para te satisfazer. Ninguem te deve nada nem tem de te agradar de maneira nenhuma. Tens todo o direito ao teu celibato por "serem todas potas" mas depois não venhas para a internet fazer o choradinho que não encontras uma gaja decente. Na minha optica o problema aqui és tu porque há raparigas mais velhas que ainda não tocaram em pila. Em alternativa podes papar uma freira ou fantasiar com lolis.

>O que tu chamas "algumas relações falhadas" eu chamo a morte do comprometimento e isto vale para todos os lados

Tudo bem, isto é um bom ponto e algo que podes deduzir quando uma rapariga tem muitos exs. E tem a sua verdade. No entanto, nem toda a gente encara uma relação como algo para a vida toda, principalmente nas idades de constante mudança. As pessoas evoluem, a vida muda, o sol nasce e mais vale às vezes deixar ir e admitir que se cresceu com isso do que ficar preso a uma relação tóxica em que as coisas não funcionam. Tu só ficas a conhecer realmente alguém depois de viverem juntos e a relação ter passado aquela fase de "lua-de-mel". Se apartir deste ponto uma mulher (ou homem) não é feliz para quê aguentar? Para validar as tuas fantasias de desenhos animados japoneses?

>Deslocou-se a responsabilidade de absteres-te de certos comportamentos pois terias que te agarrar aos colhões e fazeres-te homem de família para "não te esqueças de usar preservativo/tomar a pílula/abortar"

Felizmente as pessoas agora têm opções e já não há tanto casal infeliz. Isso é mau?

>Entretanto o mercado sexual, livre de incumbências e restrições, tende agora paulatinamente a conformar-se a distribuições de Pareto e isto parece-te normal e aceitável. Mas não obstante a previsibilidade do fenómeno, fingem-se jornalistas e demais normalóides muito espantados com o surgimento de INCELs e escumalha afim, espalham sal na ferida e fomentam ainda mais divisão social ao publicarem opiniões míopes e inflamatórias sobre "o problema da virgindade".

Não precisas de usar palavras caras. Não te esqueças onde estás
O surgimento de INCELs é um fenómeno interessante que veio com a internet. O pessoal é inseguro e agora tem um meio para expor os seus problemas pessoais. É bastante normal que comecem a surgir algumas ideologias que anteriormente eram filtradas de uma maneira ou de outra. Isto gera um ciclo vicioso e depois surge também a viés de confirmação (confirmation bias) que amplia toda a ideologia destes espaços. Imagina assim, tu és um gajo até feio mas arranjas uma namorada para a vida. Vais criar um sub para discutir o quão feliz és? é um não problema logo não tem tanta exposição.
Sempre houve gente assim de uma maneira ou de outra. Apenas se manifestavam de maneiras diferentes. Se a internet agravou toda esta seita ou não eu nao sei. Não tenho dados para tirar conclusões portanto é tudo especulação. Tanto do meu lado como do teu.

>O que eu disse ao outro anão, digo-te a ti também: sê feliz. Mas não me ridicularizes por ter chegado à conclusão de que este é o mundo palhaço e que eu não estou para jogar este jogo. A pílula mais difícil de engolir é que o Ted Kaczynski tinha razão

Até estou a tentar ter uma discussão seria mas tu partes logo para a papel de vitima. Também tive muitos problemas com as mulheres ao longo da vida. Estou longe de ser atraente e até estou a passar uma má fase da vida. Mas não venho fazer o choradinho como se alguém me devesse alguma coisa.

Pica relatada. ursinho deliç

08b50 No.100176

File: 1528668445061.jpg (380.08 KB, 1024x768, beijo.jpg) ImgOps Exif Google

>>100172

A forma de combater isto é encornar primeiro. Assim nunca ficas a perder.

cdb34 No.100190

Jamal Assumido reportando:

Não penso muito nisso. Tento ser alpha e mantenho o olho aberto.

Cumps

995bd No.100195

File: 1528672296905.jpg (197.16 KB, 518x427, 1404961380833.jpg) ImgOps Exif Google

>>100174
>Mais uma vez este ponto de vista de que as mulheres são tipo um objecto para te satisfazer.
Eu estava a ser satírico pois foi essa visão que comunicaste de mim na tua posta anterior. Eu não vejo mulheres como objectos muito embora observe que elas próprias objectificam-se pois redes-sociais e uma panóplia de outras tecnologias incentivam-lhes a fazê-lo.

>Ninguem te deve nada nem tem de te agradar de maneira nenhuma. Tens todo o direito ao teu celibato por "serem todas potas" mas depois não venhas para a internet fazer o choradinho que não encontras uma gaja decente.

Eu não sei onde foste buscar esta ideia. Creio estar a comunicar uma certa frustração e revolta, claro, mas não sinto que me devam o que quer que seja nem sei como ficaste com essa ideia. Evita projectar. É como eu te disse, este é o mundo palhaço e estamos todos no circo, alguns simplesmente têm mais consciência ou tolerância disto do que outros. Eu escolhi abster-me.

>No entanto, nem toda a gente encara uma relação como algo para a vida toda, principalmente nas idades de constante mudança.

Os teus avós casaram-se novos, tiveram se calhar filhos antes dos vinte ou aos vinte e poucos, o teu avô sozinho comprou uma casa, a tua avó fez o lar, envelheceram e morreram em idades próximas. Este padrão repete-se mais ou menos em todos os teus antepassados. Mas agora a tua tia já não está para aturar o teu tio, os teus primos todos trabalham e nenhum se casa e casa nenhum tem pois comprar neste mercado é mentira, a tua irmã já tem 30 e não tem filhos, etc. Mas todos fodem, todos têm as suas esporrinhas, estão todos muito saudáveis e entretidos porque deram uma fodinha depois de sair à noite ou depois de se combinarem no Tinder™ ou como seja. E a vida agora é isto. A vida nunca foi isto mas agora é. E como o que é nunca foi e o que foi já foi de boca (graças a Deus!), isto só pode significar que evoluímos enquanto sociedade, não é?

>As pessoas evoluem, a vida muda, o sol nasce e mais vale às vezes deixar ir e admitir que se cresceu com isso do que ficar preso a uma relação tóxica em que as coisas não funcionam.

Se as pessoas não têm bondade no coração só se têm a elas a culpar. Nós magoamos as pessoas invariavelmente, ou sabemos lidar com isso ou estamos condenados a sofrer e a fazer sofrer. Felizmente evoluímos enquanto sociedade, podemos agora simplesmente desistir e começar de novo, confrontarmos os nossos defeitos e gerirmos conflito era muito dificilzinho por isso precisámos de evoluir.

>Felizmente as pessoas agora têm opções e já não há tanto casal infeliz. Isso é mau?

Se todos nós cortarmos as amígdalas, amigdalites deixam de acontecer.

>Não precisas de usar palavras caras.

Não estou a usar palavras caras nenhumas. Estou simplesmente a querer dizer que desresponsabilizares, perdão, libertares as pessoas teve o efeito de ordenar o mercado sexual em distribuições de Pareto. Ou seja: um quinto da população fode tudo, três quintos fode mais ou menos e tens um quinto de La Creatura Virginosa De Las Iberias.

>O surgimento de INCELs é um fenómeno interessante que veio com a internet.

Errado. A Internet é só um sintoma e não a causa. É o mesmo que tua fixação pseudo-humorística com anime neste troca de postas: postulas que o meu problema seja eu estar apaixonadíssimo pela Tachibana-san quando na verdade o anime apenas reflecte dinâmicas sociais e relacionais que um grupo crescente de indivíduos frustrados não encontra na sociedade onde se (des)enquadram e daí virarem-se para desenhos-animados Chineses como válvula de escape. Ted Kaczynski. Lê o manifesto dele e vais encontrar umas pérolas de sabedoria no meio da esquizofrenia. Mas quanto aos INCEL, isso é só um meme mediático com nenhuma substância, é só um nome que lembra uma célula terrorista (se calhar propositadamente) e que é usado para explicar de uma forma propagandista e sensacional um problema que é real e que é mais complicado do que o que jornal das nove consegue explicar num segmento de 180 segundos.

Quanto à questão da amplificação e da exposição, o pessimismo move-nos. Ironicamente, isso é algo positivo e desejável. A nossa cabeça está feita para identificar problemas e resolvê-los, portanto da próxima vez que apanhares aquele comentário hilariantemente alheio à ironia do "ah, o Português queixa-se muito, é só problemas", que se encha o teu peito de lusitaníssimo orgulho.

>Também tive muitos problemas com as mulheres ao longo da vida.

>Estou longe de ser atraente e até estou a passar uma má fase da vida.
>Mas não venho fazer o choradinho como se alguém me devesse alguma coisa.
Isto é esquisito pois eu não sou feio, até tenho uma óptima presença, sou bem-humorado e provavelmente até sou mais velho do que tu. Não sei onde vês chorinho. Meu, eu tenho as minhas frustrações mas já tenho idade e experiência de vida suficiente para te dizer com toda a sinceridade que eu já aprendi a lição de que ninguém deve nada a ninguém.

cef89 No.100200


>>100195
>(…) isto só pode significar que evoluímos enquanto sociedade, não é?
Ou seja, na tua opinião o sexo devia ser uma atividade puramente destinada à procriação, e o sexo "recreativo" é algo que é "retrógrado"?
Certamente, se te involvesses nas atividades da tua paróquia local não tardavas a achar uma moça de boas familias que servisse esse propósito, a menos que o teu problema fosse outro.
O teu discurso parece que vem do topo de um pedestal. Talvez, embora sejas um auto-proclamado "Homem não feio de ótima-presença e bom humor", a dificuldade que tens em atingir os teus objetivos (e a consequente frustração que aqui lamentas) provém de toda essa condescendência. Não percebo porquê tanta animosidade contra aqueles que não partilham os teus valores morais. Sentes-te pessoalmente ofendido pelo facto das pessoas poderem escolher fazer algo que tu queres fazer mas não consegues?

O que mais me perplexa é que tu por vezes pareces ter um nadinha de auto-consciência daquilo que dizes, como por exemplo quando criticas a juventude por não se reproduzir e trazes à conversa o estado da economia. A final de contas o facto de ser mais dificil hoje em dia atingir o nivel minimo de segurança financeira para criar uma familia serve como justificação para não haverem tantas familias a serem criadas? Se não porquê? Achas que os jovens têm culpa do estado em que o mercado está, ou achas que a culpa vem do abandono da moralidade tradicionalista e da degeneração moral?
E mais, então e todas aquelas pessoas que não vivem pela mesma ambição que tu? Será que o pessoal que prefere dedicar o seu tempo às suas carreiras profissionais tambem tem o direito de foder o que quiser ou não? Não achas que de certa forma, evoluímos como sociedade quando cada membro da sociedade é livre de viver como quer?

Cumps.

a7533 No.100204

Só para avisar os anões que estou a assistir de cadeira.
Bom trás e frente, continuem.

995bd No.100208

>>100200
>Ou seja
Ou seja, nada disso. Vou me repetir: o sexo já foi acto puramente reprodutivo salvo raras excepções, só muito recentemente é algo recreativo. Esta inversão aconteceu e agora estás a lidar com o resultado.

Eu não percebo porquê tanta dor de cu da tua parte. Eu sei que tenho a opinião minoritária portanto não tenho ilusões nenhumas de aceitação. Então porquê a tua conversa de paróquias e pedestais? Se alguém aqui é condescendente és tu que simplesmente não consegues lidar com uma opinião que não é a tua e vens para aqui disfarçar escárnio de método socrático.

Mas eu sei qual é o problema. Eu toquei num nervo, não foi? Tu sabes que algo não está bem. Se calhar já percebeste que degeneração é só mais uma forma de controlo e que essencialmente já vivemos há várias décadas numa mini República de Weimar. Se calhar se não estivesses tão inebriado pelo teu próprio sarcasmo tão gratuitamente despendes em quem simplesmente não tem opiniões iguais às tuas, já te passou alguma vez pela cabecinha que esta história de precisares de duas cabeças de casal a trabalhar para sustentar uma família se calhar, SE CALHAR!, não é aquela coisa boa que parece.

A puta do teu problema, amigo meu, posso garantir-te com um elevado grau de certeza que é geralmente o mesmo que o meu. Portanto escusas atribuir-me defeitos de personalidade que eu não tenho só porque é mais fácil do que pensares no porquê das coisas e no encadeamento histórico delas.

Pessoas têm opiniões diferentes e por vezes chegam a conclusões diferentes. Está na altura de aprenderes a lidar, rapagão.

08b50 No.100209

File: 1528677006600.jpg (132.8 KB, 600x848, cutie.jpg) ImgOps Exif Google

>>100195

>essa pica

bom gosto 10/10 A-M>>>resto

>Eu não vejo mulheres como objectos muito embora observe que elas próprias objectificam-se pois redes-sociais e uma panóplia de outras tecnologias incentivam-lhes a fazê-lo.

Verdade, mas nem todas

>Os teus avós casaram-se novos, tiveram se calhar filhos antes dos vinte ou aos vinte e poucos, o teu avô sozinho comprou uma casa, a tua avó fez o lar

Tu idealizas muito. Fizeram-no porque não tinham opções, fizeram-no porque foram obrigados. Porque era assim que se vivia. Foram/eram felizes? Não sei.

>envelheceram e morreram em idades próximas.

Antes ter uma diferença de 10 anos não era nada de especial. Mesmo em idades mais novas.

>Mas agora a tua tia já não está para aturar o teu tio, os teus primos todos trabalham e nenhum se casa e casa nenhum tem pois comprar neste mercado é mentira, a tua irmã já tem 30 e não tem filhos, etc. Mas todos fodem, todos têm as suas esporrinhas, estão todos muito saudáveis e entretidos porque deram uma fodinha depois de sair à noite ou depois de se combinarem no Tinder™ ou como seja. E a vida agora é isto. A vida nunca foi isto mas agora é. E como o que é nunca foi e o que foi já foi de boca (graças a Deus!), isto só pode significar que evoluímos enquanto sociedade, não é?

Sim e não. Se as pessoas são felizes assim não entendo a tua obsessão. Foder sem preocupações é mau? Já é um bocado obvio todo este engodo mas estou entretido. Vou continuar a ler.

>Se as pessoas não têm bondade no coração só se têm a elas a culpar

Eu nem sei como fazes a ligação da bondade com as gajas serem umas potas. Queres que guardem a sua santíssima virgindade por "bondade" é isso?

>Se todos nós cortarmos as amígdalas, amigdalites deixam de acontecer.

Normalmente só se cortam as amígdalas em caso de amigdalite por isso essa é uma analogia errada. De acordo com a tua lógica antes aguentavas a amigdalite e assim é que era bom!

>Ou seja: um quinto da população fode tudo, três quintos fode mais ou menos e tens um quinto de La Creatura Virginosa De Las Iberias.

Tudo bem vamos aceitar que isto é verdade. Vais me dizer que antes não era assim? Antes levavas um par de cornos mas se calhar ninguém sabia ou não se falava por ser taboo. E apesar de uns foderem mais e outros menos continua a haver casais felizes. Nem tudo está directamente ligado à atracção sexual.

>A Internet é só um sintoma e não a causa

???

>o anime apenas reflecte dinâmicas sociais e relacionais que um grupo crescente de indivíduos frustrados não encontra na sociedade onde se (des)enquadram e daí virarem-se para desenhos-animados Chineses como válvula de escape

É o que tenho estado a dizer desde o inicio.

>Mas quanto aos INCEL, isso é só um meme mediático com nenhuma substância, é só um nome que lembra uma célula terrorista (se calhar propositadamente) e que é usado para explicar de uma forma propagandista e sensacional um problema que é real e que é mais complicado do que o que jornal das nove consegue explicar num segmento de 180 segundos.

Concordo. Afinal sempre sabes alguma coisa. Infelizmente o problema dos INCELS está directamente relacionado com a sexualidade feminina. É quase como um darwinismo sexual. Os homens com a melhor genetica são escolhidos. O resto que se amanhe. E como ambos os homens e as mulheres têm diferentes necessidades sexuais ou até maneiras de se expressarem sexualmente acabamos com o fenómeno que temos nas mãos.

>Isto é esquisito pois eu não sou feio, até tenho uma óptima presença, sou bem-humorado e provavelmente até sou mais velho do que tu

Isso é muito giro de se dizer mas costumas ter mulheres interessadas em ti ou isso é uma espécie de auto-avaliação?

Vou resumir isto. "Dantes é que era bom"-A posta. Ao menos tens bom gosto no bolo delicioso

1bcc0 No.100210

>>100195
> É como eu te disse, este é o mundo palhaço e estamos todos no circo, alguns simplesmente têm mais consciência ou tolerância disto do que outros. Eu escolhi abster-me.

Que idade tens? Há quanto tempo começaste a tua abstenção?

>Os teus avós casaram-se novos, tiveram se calhar filhos antes dos vinte ou aos vinte e poucos, o teu avô sozinho comprou uma casa, a tua avó fez o lar, envelheceram e morreram em idades próximas. Este padrão repete-se mais ou menos em todos os teus antepassados. Mas agora a tua tia já não está para aturar o teu tio, os teus primos todos trabalham e nenhum se casa e casa nenhum tem pois comprar neste mercado é mentira, a tua irmã já tem 30 e não tem filhos, etc. Mas todos fodem, todos têm as suas esporrinhas, estão todos muito saudáveis e entretidos porque deram uma fodinha depois de sair à noite ou depois de se combinarem no Tinder™ ou como seja. E a vida agora é isto. A vida nunca foi isto mas agora é. E como o que é nunca foi e o que foi já foi de boca (graças a Deus!), isto só pode significar que evoluímos enquanto sociedade, não é?


Sinceramente não acho que tenhamos nem evoluído nem desevoluido. O casamento dos meus avós é uma merda, os dos meus tios idem, por isso não é de admirar que as coisas estejam como estão. As pessoas não mudaram realmente, a única diferença é que antes eram obrigadas a fingir que eram civilizadas. Esse é o grande problema da religião, é obrigar as pessoas a fingir. Quando uma ideologia se torna dogma este tipo de coisas acontece.

Os casamentos tradicionais na minha família resumiam-se, no caso dos meus avós à mulher a parir como uma vaca e o marido a fartar-se dela passado uns anos e arranjar amantes, a virar-se para o alcoól e possivelmente a bater-lhe. Depois a mulher como não se podia divorciar nem arranjar um amante virava-se para os filhos homens e tentava transforma-los em maridos substitutos e o tipo de homens que andam sempre atrás da maezinha, o que no caso da minha família resultou.

Depois tens a geração dos meus pais e tios que é parecida e que nenhum se divorciou e as mulheres têm menos filhos, mas há as mesmas infidelidades da parte dos homens, indiferença, discussões constantes e mães que transformam os filhos em maridos substitutos. Os únicos casos onde isto não aconteceu foram um tio e uma tia que nunca casaram, não têm filhos e ainda vivem com a minha avó (ele tem 53 anos, ela 60, são irmãos). Até tenho um caso de uma tia que se casou com um gay que vai a bares para se envolver com gajos mais novos e uma vez apareceu com a cara toda partida por causa disso.

Por fim tens a minha geração e dos meus primos. Os que se casaram já se divorciaram menos um primo meu que bate na mulher, um primo labrego que se casou com uma labrega igual a ele e um primo atrasado mental que se casou com uma gorda também meia atrasada mental e vivem na casa dos pais dele com 4 cães que cagam na marquise e tralha empilhada até ao tecto em todas as divisões. Depois tenho um primo que traiu a 1ª mulher com a a actual mulher, que traiu o noivo dela com ele e que apesar de não ser nada de jeito e já ter quase 40 anos acha-se lindíssima e ao meu primo só lhe falta mesmo rastejar aos pés dela. Uma vez ela e a minha mãe passaram meia hora a falar de champôs.

Um dos primos que se divorciou despeja a filha na mãe dele e quase nunca está com ela. A ex dele é uma gorda psicopata e as namoradas dele idem.

Olho para outras pessoas que não são da minha família e vejo coisas semelhantes

Portanto uma olha para esta merda e pensa, por que raios é que me hei-de casar? É uma instituição que está completamente descredibilizada.


Claro que isto não justifica a cultura que existe hoje. Hoje o que acontece é que há cada vez menos restrições porque as pessoas acreditam cada vez menos na religião, por isso cada vez mais podes ver como é realmente a natureza humana de muitas pessoas. Assumo que para algumas pessoas o natural seja a monogamia e a maneira de pensar da religião e o poder da religião veio dessas pessoas tentarem impôr a sua maneira de pensar às outras. Agora acontece o contrário, em que estes ultimos tentam impôr a sua maneira de pensar aos primeiros. Antes vias muita gente que secalhar queria era foder e ser promiscua e era forçada a ser discreta e a restringir-se e hoje tens pessoas que secalhar não se importavam nada de estar só com uma pessoa e fazer coisas "normais" mas andam por aí nas badalhoquices porque foram convencidos de que é disso que gostam realmente e que toda a gente é assim.

Acho que existem 2 tipos de pessoas no mundo, os com uma mentalidade mais religiosa e os com uma mentalidade mais degenerada. A história muitas vezes consistem num grupo a tentar colonizar o outro.

Uma maneira de o fazerem hoje em dia é dizerem que o natural é um homem querer foder com o máximo de mulheres possíveis e as mulheres quererem um homem rico que as sustente e as proteja. Isto nunca se aplicou no meu caso, não vejo porque é que o mesmo não pode acontecer com as gajas.

A única maneira de fazer o modo de vida monogâmico e "religioso" funcionar é as pessoas pensarem naturalmente assim. Infelizmente não consegues mudar a natureza humana de certas pessoas, e fazer-lhes uma lavagem cerebral tem o resultado que está à vista.

cef89 No.100211

>>100208
Desculpa se te ofendi :)
Surpreendias-te muito se te dissesse que estou numa relação há +5 anos com uma mulher com a qual quero começar uma familia assim que nos for financeiramente possivel?
Surpreendias-te mais se eu te dissesse que não tens de ressentir as pessoas que tem opiniões diferentes da tuas ou se eu te dissesse que possuo, pelo aquilo que este fio me permite deduzir, mais ou menos as mesmas opiniões que tu?

Cumps

08b50 No.100213

File: 1528678793348.png (36.22 KB, 128x153, smug.png) ImgOps Google

>>100211

Se isto é verdade fico admirado com essas opiniões. Amas a tua mulher? Confias na tua mulher? A minha fofinha actual já faz 2 anos e tal que estamos juntos e apesar de não ser tudo rosas eu sou muito aberto com ela e partilho algumas dessas ideias mais taboo.

Já agora. Ela sabe que aprecias pastelaria deliciosa ou isso é só para depois do casamento? ;)

995bd No.100214

>>100209
>Tu idealizas muito.
Não estou a idealizar. O que eu quis dizer é que evoluímos ao longo de séculos e assentámos em determinados moldes sociais que presumo terem algum valor e que nos livrámos deles há muito, muito pouco tempo. É tudo o que eu estou a dizer. Não me interessa a idealização, interessa-me a sociologia, não me iludo quanto à felicidade dessa gente e até imagino que resignação fosse a norma. Mas também te digo que rejeito a demonização exacerbada que hoje fazemos do passado.

>Se as pessoas são felizes assim não entendo a tua obsessão.

Eu já disse que não me importo o que é que as pessoas fazem ou deixam de fazer, eu não sou o ditador benevolente desta merda toda nem tão pouco quereria ser. Apenas sinto que a promiscuidade é errada e que não faz ninguém feliz, apenas entorpece momentaneamente a solidão. Se és feliz, sê feliz, tenta não magoar as outras pessoas e vive uma vida justa, mas vejo muita gente a tapar o Sol com a peneira.

>Já é um bocado obvio todo este engodo mas estou entretido.

Não fui outra coisa que não sincero neste fio. Se te entretenho, ainda bem.

>Queres que guardem a sua santíssima virgindade por "bondade" é isso?

Nada disso. Apenas quis dizer que com "bondade" tudo se resolve. E provavelmente nem é a palavra certa para o conjunto de virtudes como paciência, capacidade de comunicação e abnegação necessários à resolução de conflitos interpessoais. Virgindade não é um pré-requisito muito embora seja algo mais venerável do que o alvo de chacota que hoje dela fazem, entende que a minha cruzada é mais contra degeneração e promiscuidade do que outra coisa, a virgindade é um ideal e não é necessariamente o caminho.

>essa é uma analogia errada

Reconheço que não é um exemplo perfeito. O que eu quis dizer foi que o problema trata-se quando aparece.

>Vais me dizer que antes não era assim?

Vou dizer-te que antes não era assim. Havia paridade. E antes até podias levar com o real par de cornos mas sabes, ninguém normalizava o acto, não era vitorioso, era secreto e sujo. Vergonha na cara é uma das maiores ferramentas de conformação social.

>É o que tenho estado a dizer desde o inicio.

Interpretei as tuas palavras como o anime ser a génese do problema. Nem o anime nem a Internet são a origem, são meras manifestações do problema com graus variáveis de patologia.

>É quase como um darwinismo sexual. Os homens com a melhor genetica são escolhidos. O resto que se amanhe.

Não é só genética. Status social e recursos também contam muito. No fundo observamos uma islamização das dinâmicas sexuais e está tudo bem.

>Isso é muito giro de se dizer mas costumas ter mulheres interessadas em ti ou isso é uma espécie de auto-avaliação?

Eu não reconheço bem interesse feminino, suspeito que já tive uma colega interessada mas é só uma suspeita. Portanto é mais uma espécie de auto-avaliação admitidamente generosa.

>Vou resumir isto. "Dantes é que era bom"-A posta.

Deixa-me corrigir-te: "Hoje é mau e podia ser bem melhor". Sacrificámos o bom-senso em troca de prazer momentâneo.

995bd No.100215

>>100210
>Que idade tens? Há quanto tempo começaste a tua abstenção?
Credo, paga-me um jantar primeiro. Posso dizer-te que já não dou uma queca há quase dez anos e que o meu último relacionamento foi de cinco anos.

Gostei de ler a tua posta, anão, infelizmente a minha já vai curta pois cabeceio de sono. Queria principalmente dizer que concordo com a tua ideia de a história ser uma sucessão de tentativas de colonização de uma mentalidade tradicional face a uma progressista e vice versa e que tens toda a razão quando dizes que o que importa é cada um olhar para a sua vidinha.

No Mormonismo podes ter mulheres à largura da tua carteira e em várias seitas muçulmanas idem. Não sei se são sistemas superiores ou não, apenas sei que temos exemplos históricos de regiões monogâmicas caírem em hipergamia subitamente e colapsarem em degeneração e anarquia, a República de Weimar sendo o exemplo comummente citado.

Quanto ao matrimónio, acho que tens razão. Não te cases que é só um meme. Mas acho que o problema não é necessariamente as pessoas se afastarem desse sacramento.

2e995 No.100217

>>100215
>A queda da República de Weimar foi devido às pessoas foderem demais
Negro, quê?

9544b No.100220

File: 1528682182975.jpg (65.75 KB, 613x677, tips.jpg) ImgOps Exif Google


a7533 No.100241

>>100210
Danone, que famelga degenerada, digo isto quando a minha é desfuncional/10.

f21c2 No.100260

>>100217
Eu não disse isso mas também não me expressei como devia ser. Degeneração e decadência são sintomas de uma sociedade em colapso e não a razão da queda, até lembro-me até de ler algures sobre um fenómeno análogo ao celibato involuntário ocorrer nessa altura, paralelismos existem para quem se dignar a procurá-los. Por falar em degeneração, as Forças de Defesa Israelitas nos territórios ocupados emitiam pornografia como táctica de desmoralização.

2e995 No.100262

>>100260
Mano, precisas urgentemente de mandar uma, isso está-te a comer o cérebro.
As orgias luxuosas eram frequentes no auge na Grécia antiga e no império romano, mas não foi isso que os arruinou. Império mongol, império otomano, persa, idem. Os ultra conservadores do império bizantino também se foderam sem foderem.
Parece-me é que estás à procura de casos pontuais e a assumir causalidade direta para justificar toda uma narrativa.

7b3fb No.100340

File: 1528771880850.jpg (39.84 KB, 500x497, Smeagol.jpg) ImgOps Exif Google

>>100031
>E não é por falta de oferta do sexo oposto.
Então devo ser feio como o caralho porque nenhuma gaja, nem mesmo a mais gorda/feia de todas, alguma vez meteu conversa comigo e as gajas com que tento falar mantêm sempre uma distância de segurança sejam elas bonitas,feias, gordas, etc

21d36 No.100341

>>100340
Não te conheço por isso não consigo confirmar. Provavelmente é um misto de circunstancias.

>nem mesmo a mais gorda/feia de todas, alguma vez meteu conversa comigo

Sem ser uma mão cheia de vezes também nunca me aconteceu. E elas (na minha experiência) não metem simplesmente conversa contigo a não ser que sejas uma autentico chad. Normalmente são amigas de um amigo e precisam de alguma coisa etc há sempre um pretexto qualquer

>sejam elas bonitas,feias, gordas, etc

Olha que conheço pessoal que chamar gordas feias a muita gaja giríssima logo isso é muito relativo. Ou se calhar sou eu que não sou esquisito. Mas não me queixo. Até agora tenho tido sempre buraco quando alguns ainda nem buraco viram.

1bcc0 No.100343

>>100341
>Olha que conheço pessoal que chamar gordas feias a muita gaja giríssima logo isso é muito relativo

Caça-Gordas?

21d36 No.100344

File: 1528772881566.jpg (250.45 KB, 960x1280, pl28x008.jpg) ImgOps Exif Google

>>100343

Por acaso até sou eu mas neste caso a dita cuja não era como a Plain Jane e era mais "atraente" de acordo com as normas sociais. Também não era tão gorda.

a7533 No.100346

File: 1528773835622.png (304.68 KB, 342x358, damadocaça.png) ImgOps Google

>>100344
caça olha esta gaja, não te parece a plain tuga?

21d36 No.100347

File: 1528773949579.jpg (170.04 KB, 960x1280, plp28x003.jpg) ImgOps Exif Google

>>100346
É um bocadinho feinha mas eu comia. Quem é?

a7533 No.100350

File: 1528774218348.png (258.27 KB, 345x346, pt.png) ImgOps Google

>>100347
Uma gaja que encontrei por acaso enquanto via as fotos do decote da alexandra lencaster

21d36 No.100351

File: 1528774472246.jpg (220.88 KB, 960x1280, plp28x010.jpg) ImgOps Exif Google

>>100350
Tens bom gosto mas precisava de um full body para dar nota

a7533 No.100353

File: 1528775239484.png (673.45 KB, 694x384, kiko.png) ImgOps Google

>>100351
>Tens bom gosto
espero que estejas a falar da alexandra

dbfe4 No.100391

File: 1528814049033.jpg (230.35 KB, 851x1280, pl12x001.jpg) ImgOps Exif Google

>>100353
>aquele sorriso
Não dizia que não mas há melhores. A Alexandra é muito MILF tesuda para o meu gosto. Admito que não me aguentava com ela

930f0 No.100396

File: 1528816560733-0.jpg (55.77 KB, 633x360, Heritage.jpg) ImgOps Exif Google

lol cornos a defenderem a potaria de potas, pica relatada
se querem arriscar arrisquem

manos, caguem nas potas desta geração, fodam-as se quiserem mas nunca entrem em relações com elas, deixem que elas engravidem de um tipo qualquer e se tornem em mães solteiras, depois esperam 18 aninhos e têm raparigas novas puras

acredito sériamente que se o sexo masculino em conjunto fizer este esforço durante uma unica geração, as miudas filhas das potas vão ver que a potaria é merda e se atinam logo para não acabarem como as mães… mães solteiras aos 40… infelizes… alcoólicas…

f3f87 No.100398

>>100396
Gráficos à la ptchan. Nem fonte do mesmo, nem qual o país, nem como crl e quantas pessoas seleccionaram para o suposto "estudo".

30804 No.100399

>>100396
>existem pessoas, neste xã, que vão acreditar que o gráfico é verídico

K E K

4633a No.100402

File: 1528817975481.jpg (46.84 KB, 634x412, 3BD2EFBF00000578-4085758-i….jpg) ImgOps Exif Google


34510 No.100409

>>100396
> para não acabarem como as mães… mães solteiras aos 40… infelizes… alcoólicas…

vou dar exemplos que conheço.
uma mãe solteira aos 40 com 2 filhas ambas menores, uma com 14, a outra com 6. Essa mãe acabou por encontrar um tanso barrigudo para casar e neste momento com 45 anos teve um filho em conjunto com esse homem. A gaja é mesmo boa é puta de milf, mas não me venham dizer que as mães solteiras aos 40 estão acabadas, elas ainda têm uma ultima cartada para dar

60c4f No.100411

>>100409
>vou dar exemplos que conheço.
O que é o plural?

>mas não me venham dizer que as mães solteiras aos 40 estão acabadas, elas ainda têm uma ultima cartada para dar

UMA cartada. E é se a pota ainda estiver boa de corpo e com a mente aguçada o suficiente para saber quem é tanso e quem não é.
No geral elas estão rebentadas aos 40, sim. O teu exemplo não mudou a regra. Por acaso até confirma: Se a vaca fosse uma milf assim tão boa ela podia pelo menos sacar um tanso sem barriga.

Cumps, barrigudo. Curte a tua vida de cuco.

34510 No.100422

>>100411
mas ele teve um filho com ela, será assim tão cuco?
sei que ela precisava de apoio financeiro, porque ser mae solteira é fudido, mas o homem nem é rico, foi o unico que quis ir na cantiga dela de casar

e4a6d No.100423

>>100353
>Alexandra Lencastre

Essa badalhoca, tive sempre um fraquinho por ela mesmo antes dessas cirurgias todas quando andava na rua sesamo a meter-se com o poupas.

d32e3 No.100424

O passado fica no passado.

É o que tenho a dizer sobre isso.

O que me interessa é o que aí vem e não o que se passou… É contraproducente

9fbaf No.100425

>>99977
Muito isto.
Bons duplos.

930f0 No.100429

>>100398
>>100399
o outro anão já me fez esse trabalho, mas que não seja por isso meus amigos, tomem mais fontes!

https://www.focusonthefamily.com/about/focus-findings/marriage/premarital-sex-and-divorce <<<<< só este link tem 9 estudos

>>100409
uma mulher pode ser sexualmente atraente aos 40, 50 e até 60s, eu nunca disse o que isso era impossivel, mas entre uma mulher de 43 anos toda linda e uma rapariga de 19 anos, quem é que achas que tem mais valor para 90% da população masculina? e para a população que quer ter filhos? mulher é mulher e vão ser sempre sensuais para muitos homens mesmo que sejam velhas, mas o valor sexual de todas as mulheres desce com a idade após os 23-25 anos.

f3f87 No.100474

>>100396
>manos, caguem nas potas desta geração, fodam-as se quiserem mas nunca entrem em relações com elas
Vah conta lá como foi… a tua dama poste os chifres com o Abdul? Faz lá um verdetexto disso aqui para os manos do ptchano como forma de descompressão.

>>100429
>uma mulher pode ser sexualmente atraente aos 40, 50 e até 60s, eu nunca disse o que isso era impossivel, mas entre uma mulher de 43 anos toda linda e uma rapariga de 19 anos, quem é que achas que tem mais valor para 90% da população masculina?
Isso também acontece nos homens

adecc No.100523

>>100422
Usa a medida que quiseres. Ele é cuco. 3 crianças. Uma é dele. 2/3 de cuquisse. Ela apenas adoçou o veneno.

8544d No.100601

>>99959
> É mais grave uma gaja ter tido muitas "curtes" e afins do que muitos namorados na minha opinião

Eu sinceramente penso o contrário, se ela teve muitas curtes e poucos namorados é sinal que sabe diferenciar as duas, tem maturidade emocional.
O oposto demonstra que namorados para ela são sexo em que ela pode manipular o tanso.

50fb4 No.100606

>>100424

lol, conversa de corno

c585a No.100609

>>100402
>30% para gajas que foderam 2 gajos (marido incluído)
>33% para gajas que foderam mais de 10 gajos
Bela merda de estudo

1152d No.100620

>>99955
Para os anões virgens: >>99956
Vocês nunca tiveram tusa por uma modelo, atriz, pornstar ou qualquer gaja que vocês achavam impossível de ter? Vocês nunca tiveram desejo por "aquela" miúda que todos os gajos queriam comer no quarto ano ou no colegio?

Agora visualizem essa deusa e imaginem que ela estava a sós com vocês. Ela admitia que gostava de vocês e começavam-se a beijar.

Nesse preciso momento, vocês iam estar muito mais preocupados com o facto de vocês serem virgens do que ela ser virgem. Ela ser ou não virgem não faz puta de diferença naquele momento, vocês vão estar todos cagados ao meter a pila dentro dela de qualquer forma.

Desejar ter uma namorada virgem é só para anões que já não são virgens. Se vocês são virgens e querem uma virgem, a vossa única desculpa válida para isso é serem religiosos ou homosexuais. A verdade é que são demasiado autistas/feios para conseguir atrair uma miúda e vivem amargurados com as mulheres por elas não vos quererem.

73e31 No.100654

antes o "normal" era as miúdas perderem a virgindade no 12º ano ou no 1º ano da faculdade - hoje em dia já andam a rodar pila no 9º ano (pelo menos as 7 em 10 para cima), quando chegam à faculdade já são autênticas malabaristas de pila - boa sorte com isso maninhos

34510 No.100656

>>100523
Eu quando andava no 11ºano tinha um gajo na minha turma que namorava com uma gaja que tambem era da minha turma, a relação não durou mais que 1 ano e logo no inicio do 12º já tinham acabado. Entra então em cena outro gajo tambem da minha turma e que era amigo desse gajo inicial, este começou a namorar com a gaja. Atualmente passados 3 anos ainda namoram e parece ser para durar.
Neste caso isto é ser cuco?
Para mim é, ter um gajo que é teu amigo e saber que já fodeu a tua gaja e andar a passea-la de mao dada por ai e o outro poder gabar-se "já a comi!" Puta de nojo, que vergonha, eu escondia-me num buraco, nem era num bunker, era mais num buraco para ver se me enterravam.
Convem realçar que o gajo está ligas acima dela, tanto mentalmente, como fisicamente, está num curso de gestão na novasbe, muito provavelmente vai ganhar bastante bem, não tinha mesmo motivo para descer tão baixo.

0818c No.100658

>>100654

escreveste mal 5º ano. Eu estou mais perto tos 25 do que dos 20 e já na miha altura havia algumas moças a perder com 10-11 anos, e a maioria perdia no 7º-9º ano.

0818c No.100659

>>100656

Sem querer ofender, mas a Nova Base não é sequer uma empresa tier 1 para se trabalhar. Conheço lá pessoas que estão felizes por lá, mas a empresa tem má fama dentro da área de IT, pelo menos.

Só é cuco se a gaja for uma merda. E a pensar assim vais morrer virgem. Que raio de maturidade ou mentalidade é preciso ter para acreditar que uma rapariga vai estar com 1 e 1 só rapaz na sua vida ?

34510 No.100660

>>100659
> Nova Base

tu estás a mandar isco?
novasbe é a faculdade de economia da universidade nova de lisboa, ele esta tirar gestão, e conhecendo-o bem deve ser dos melhores do curso e garantidamente vai arranjar um emprego bem pago quando sair de lá. Dinheiro não lhe faltará, à gaja é que saiu o jackpot por ter conseguido um corno manso daquela magnitude.

>Só é cuco se a gaja for uma merda


sim ela para mim é uma merda, podia, devia e merece ter muito, mais muito melhor

>E a pensar assim vais morrer virgem. Que raio de maturidade ou mentalidade é preciso ter para acreditar que uma rapariga vai estar com 1 e 1 só rapaz na sua vida ?


É algo que só com o decorrer do tempo poderei dar uma resposta. Já me aconteceram diversas situações que já nem se podem chamar de coincidências, e se algo está para acontecer eu fico à espera para ver no que dará. Estou tambem bastante curioso para ver como acaba a minha historia, no fundo tambem eu sou um espetador dela, sempre o fui

ef787 No.100662

Eu perdi a virgindade relativamente tarde, já com 20 e poucos anos, com a minha primeira fofinha.


Ela não o era, mas na cama aparentava ter menos experiência do que eu.


Antes de namorar com ela, tinha o sonho de arranjar um virginia como eu. Por causa disso recusei algumas mulheres e podia ter despachado esse dossie mais cedo.

Não me arrependo, mas agora olho para isso de maneira diferente. Fiquei feliz porque não perdi a virgindade com uma pota aleatório, mas, agora, se eu não sou virgem qual é o mal delas não o serem?


Aprendi uma coisa com a idade, e com o avançar da própria idade isso só se tende a intenssificar. As boas mulheres com as quais se quer ter uma relação estável provavelmente já estarão numa, e as que não estão, certamente estão em vias de estar pois procuram essa mesma estabilidade.

34510 No.100664

>>100662
>As boas mulheres com as quais se quer ter uma relação estável provavelmente já estarão numa, e as que não estão, certamente estão em vias de estar pois procuram essa mesma estabilidade.

qual é o limite maximo dessa idade?

dcc1b No.100665

>>100660
Tu é que estás a mandar isco.
Nem sabes o que é a Nova Base

ef787 No.100668

>>100664

Não é algo que passe de uma idade e se transforme. Vais-te apercebendo. É preciso é diferenciar duas situações, relações ocasionais e relações estáveis.
Por relação estável compreendo uma relação em que ambas as pessoas querem mais do que só pinar. Uma relação pode durar um ano e ser ocasional, se a unica interação entre o casal for através de uma borracha desenrolada a volta do piço.

>Menor idade

Até aos 18-19 anos, final do secundário, é normal o pessoal ir descubrindo a sexualidade. Não é frequente relações durarem, mas a verdade é que uma rapariga de sonho facilmente arranja um namorado que goste, se tiver esse objetivo.

>18 até aos 23 anos

O inicio do amadurecimento das pessoas, coincide normalmente com os primeiros empregos ou a universidade.
É normal, natural e saudável as pessoas procurarem uma relação com outras pessoas seja ocasional ou para estabilidade.


Uma boa parte das relações estáveis partem de uma relação ocasional de uma noite de copos mas que correu bem.

Virgens são rarissimas, e mulheres que de facto estão a procura de parceiros só não encontram, literalmente, se não quiserem.


Se forem mulheres bonitas, interessantes, capazes de amar e ser amadas, facilmente encontram alguem que esteja a procura de estabilidade também.


Nesta idade, devido a instabildiade da vida e devido a ser normal encontrar e conhecer pessoas novas; mas acima de tudo porque a personalidade adulta está a tomar forma, as pessoas tendem a perceber se o perfil que procuram é de facto a do parceiro. E é normal as relações, apesar de serem para procurar, de facto, o amor, não durarem mais do que algumas semanas ou messes. O que passa de cerca de um ano ou mais, tende a tomar uma forma muito estável e só coisas muito fora do habitual são capazes de quebrar os laços.


Contudo devido à "competição", à pressão social de ter um parceiro sexual/amoroso, ao desejo sexual no ponto máximo da vida e à propria carencia afetiva após relações, há uma tendencia a que as pessoas fiquem pouco tempo solteiras.


>>mais do que 25

A partir de sair da universidade, começar a ter estabilidade no trabalho e até a viver sozinho, as pessoas tendem a procurar também estabilidade na vida amorosa.


Sendo realista, quem não quiser essa estabilidade é porque não tem mentalidade para a ter, nem nunca a vai ter. Logo raramente serão bons partidos para quem quiser estabilidade.


Havendo mais homens do que mulheres, significa, estatisticamente falando, que há mais homens do que mulheres à procura de um parceiro estável.


Há medida que o pessoal vai envelhecendo tem uma tendencia maior a estabilizar nas relações, porque a provabilidade de ter encontrado alguem compativel e de quem goste é maior.


A verdade é que o que uma pessoa procura não é assim tão diferente. Pode variar se a preferência é a mulher ser loira ou morena, se é engenheira ou empregada de café, se gosta de dubstep ou de kizomba, se fuma erva ou se nem bebe cerveja, se gosta de ir para um bar ou ficar em casa a ler um livro. Mas no fim de contas, o que todos procuram é dar amor e recebe-lo, que o que uma pessoa procura adapta-se facilmente àquilo que encontramos e afinal até nos agrada e apaixona.


E neste ponto da vida, as mulheres com amor para dar e que merecem recebe-lo tenderão a já ter encontrado o homem que a merece e que é feliz com ela e que a faz feliz.


As relações nesta idade tenderão a ser muito mais fortes e maduras, porque ambos tenderão a fazer um esforço para manter a pessoa que amam.


As coisas podem correr mal, mas a provabilidade é muito menor.

b22ad No.100685

>>99955
Embora o relativismo moral mude com os tempos, a biologia não muda ao memso ritmo. Um homem quer um mulher exclusiva porque vai ter de investir o seu esforço e trabalho a sustentar ela e os filhos, logo os homens não zelosos e mais tolerantes foram erradicados do património genético. Se queremos foder é uma coisa, mas se queremos assentar e investir tempo e trabalho numa mulher, É completamente legítimo querermos uma o mais casta e modesta possível. As começaram a tomar controlo das relações quando os empregos passaram de ser no campo a fazer trabalho duro e passaram a existir muitos empregos nos serviços e comércio, além da ascensão do estado social que redistribui recursos dos homens para a as mulheres eliminando a negociação entre homens e mulheres. É normal não gostares de gajas com enorme currículo emocional, as mulheres vão ficando insensíveis e incapazes de se envolverem emocionalmente a cada homem que passa por elas, até ao ponto que um homem é um objecto do seu ego.

0818c No.100703

>>100660

Não estava a mandar isco, estou todo alucinado de não dormir e li mal. E mesmo discordando com a tua maneira de pensar, pareces um anão decente. Espero que seja eu a estar enganado e que encontres aquilo que procuras

d021b No.100761

>>100685
Não é uma questão de ficar insensivel.
É uma questão de ficarem mais exigentes

8e146 No.100770

>>99955
a moralidade é fodida, ou és tu que tens uma segurança fodida?

b22ad No.100808

>>100761
Eu diria frustradas.

9ba38 No.100814

>>100808

A tua primeira namorada ou foda tambem parece perfeita, ate a segunda e veres que ha mulheres melhores e piores do que outras

19868 No.100871

>>100814 (You)
É verdade, demorei 5 anos a esquecer da minha primeira até que comecei a sair com outras mulheres e vi que era apenas uma questão de encontrar alguém com química.

f8e9d No.100889

>>100871
Foda-se parem com esta merda dos (You)s falsos. Caralho.

12333 No.100893

>>100889
FODA-SE, FIQUEI 30 MINUTOS A QUESTIONAR A MINHA SANIDADE!

f8e9d No.100900

>>100893
Se ao fim de meia hora ainda não tinhas percebido que era um (You) falso então acho que devias era questionar a tua inteligência.



[Return][Go to top] [Catalog] [Post a Reply]
Delete Post [ ]
[ * ] [ c / des / n / t / u ] [ int / luso ] [ b / con / pol / xxx ] [ meta ] [ info / regras / notícias / https / git ]